Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

Chuva deixa São Paulo em estado de atenção

Mulher caminha em rua alagada da região central de SP (Foto: Reprodução/TV Globo)

A chuva que caiu em São Paulo na tarde desta quarta-feira (28) deixou toda cidade em estado de atenção para alagamentos. Várias ruas da região central da cidade ficaram inundadas e com carros submersos.

O trânsito no fim da tarde chegou a ter 131 quilômetros de lentidão, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). A média para o horário varia entre 47 e 77 quilômetros. Às 16h40, o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) registrava 12 pontos de alagamento intransitáveis, principalmente no Centro e na Zona Oeste.

Devido aos alagamentos, o Túnel do Anhagabaú precisou ser fechado. Ao menos 16 árvores caíram, segundo os bombeiros. Também houve a queda de uma estrutura metálica semelhante a uma marquise no Brás, na região Central, mas não houve feridos.

Na Rua do Glicério, uma fiação pegou fogo em um posto. A rede de energia foi desligada automaticamente pelo sistema, segundo a Eletropaulo, e equipes foram enviadas ao local.

De acordo com os bombeiros, entre as regiões mais afetadas estavam Glicério e Cambuci, ambos no Centro, Jardins, na Zona Oeste, e Vila Mariana e Morumbi, na Zona Sul.

O capitão Marcos Palumbo, porta-voz do Corpo de Bombeiros de São Paulo, informou que, por volta de 16h35, haviam sido registradas 16 ocorrências envolvendo enchentes, de casos como o de pessoas presas em carro ou ilhadas na rua. Não foram registrados, no entanto, casos de feridos ou desaparecidos.

O CGE informou que às 14h38 entraram em estado de atenção as zonas Oeste e Norte, além do Centro e das marginais Pinheiros e Tietê. Às 15h21, o estado de atenção chegou às Zonas Sul, Leste e Sudeste. No fim da tarde, o CGE colocou em alerta as prefeituras regionais do Butantã e do Campo Limpo após o córrego Pirajuçara transbordar em dois pontos.

Previsões

Segundo o CGE, no início da tarde chuvas formadas pela combinação do calor e a entrada da brisa marítima atuavam com forte intensidade, principalmente nos bairros da Barra Funda, Lapa e Vila Leopoldina, na Zona Oeste.

Na Zona Norte o mesmo quadro podia ser observado nos bairros de Tucuruvi e Vila Maria/Guilherme. Na Grande São Paulo, no início da tarde chovia forte em Cotia, Itapevi e Carapicuíba. A previsão é que essa instabilidade atinja outras áreas da capital paulista.

Na terça-feira, a chuva que atingiu a Grande São Paulo causou estragos. Houve alagamentos em ruas de Guarulhos, e trechos da rodovia Ayrton Senna ficaram intransitáveis. Moradores da capital, São Caetano do Sul e Osasco também calcularam o prejuízo deixado. Além dos alagamentos, as cidades sofreram com quedas de árvores.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.