Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

Figurinhas da Copa: Criatividade Ajuda Animais Abandonados; Veja as Fotos

A Prefeitura de Ribeirão Pires, na grande São Paulo, usou um jeito criativo para chamar a atenção dos moradores e ajudar os animais abandonados. Para divulgar uma feira de adoção que acontece no próximo domingo, o departamento de comunicação da cidade montou um álbum de figurinhas da Copa do Mundo com a foto de cada animal à procura de um dono.

As fotos dos animais abandonados nas figurinhas foram divulgadas no perfil do Facebook da prefeitura e recebeu mais de 200 curtidas. Muita gente se sensibilizou e apoiou a feira, promovida pela Secretaria de Saúde e Higiene.

A adoção dos animais abandonados vai ser realizada durante o Petsday. Oito cães, machos e fêmeas, estarão à procura de uma família.

As figurinhas trazem também textos com a história dos animais, narrada em primeira pessoa. “Eu sou a Cristal. Fui ‘esquecida’ pela minha família após a desocupação da área do Rodoanel”, diz a figurinha da Cristal, que tem cinco anos.

Durante o evento, além de estimular a adoção, vai ter uma ‘cãominhada’, orientações sobre alimentação saudável para os pets e vacina de graça contra a raiva. Os organizadores também prepararam atrativos para crianças e food trucks para alimentar os humanos.

Abaixo as fotos e as histórias dos animais, segundo a prefeitura da Ribeirão Pires.

Serviço

Feira de Adoção de Ribeirão Pires

Rua Miguel Prisco, 288 – Centro (Prédio da Prefeitura)

(com informações do Portal de Ribeirão Pires)

Você sabe o que é ter um lar? Eu sei! Já tive um, mas parece que não gostavam de mim tanto quanto eu deles. Por isso acabei sendo abandonada e levada ao CCZ daqui de Ribeirão Pires, no final do ano passado. Será que mordi algo que não deveria? Ou não amei o suficiente? Não sei. A única certeza que eu tenho é que me chamo Suzi, sou brasileira e não desisto nunca. Vou conseguir um novo lar!

(Foto: Prefeitura/ Facebook/ Divulgação)
Sou o Estação. Morei muito tempo nas redondezas da estação ferroviária de Ribeirão Pires. Entre um carinho aqui, uma noite fria ali e fome acolá, fui resgatado pelo Centro de Controle de Zoonozes. Enfim meus dias começaram a ser mais tranquilos. Mas ainda tenho um sonho: que alguém diga que quer me adotar! Eu vou morrer de felicidade. Brincadeira a parte do morrer. Vou te lamber bastante!

(Foto: Prefeitura/ Facebook/ Divulgação)
Faz pouco tempo que eu voltei pro CCZ. Cheguei a ser adotada, mas, como os veterinários dizem, meu ex-tutor não era muito responsável. Como eu ficava solta na rua, curtia dar umas voltas, e, num desses passeios não consegui voltar pra casa. Tenho lembranças ruins, fui maltratada, tenho pesadelos com isso ainda. Desde que fui resgatada, as doses de amor tem me feito muito bem. Só que ainda preciso de alguém que diga: "Hannah, vamos para casa!" Será que podem me ajudar?

(Foto: Prefeitura/ Facebook/ Divulgação)
ADOTADA em 22 de junho! Faz pouco tempo que tive meus filhotes, 7 no total, e todos conseguiram uma nova chance. Eu, como toda mamãe, fiquei bem orgulhosa, claro, mas acabei ficando pra trás. Não sou mais um bebê, mas também não sou velha né? Tenho dois aninhos e me chamo Olivia Palito, alguns me chamam de Mamãe Magra mesmo. Será que alguém tem um espaço sobrando em casa para me acolher? Em troca prometo muito amor, carinho e umas lambeijocas.

(Foto: Prefeitura/ Facebook/ Divulgação)
Está ligado que eu sou um gato, né? Um Leão. Talvez seja por isso que meu nome seja Juba! Não lembro se já tive dono um dia. Lembro dos meus amigos humanos que cuidavam de mim na rua mesmo, dando carinho e comida, ali na Vila do Doce, no Centro da cidade. Um dia, do nada, fui trazido para o CCZ. Ouvi os veterinários dizendo que alguém reclamou de mim, mas eu nunca fiz mal pra ninguém. Sou brincalhão apenas e sempre me dei bem com todo mundo. Quer tirar a prova?

(Foto: Prefeitura/ Facebook/ Divulgação)
Eu sou a Lady Gaga. Cheguei ao Centro de Controle de Zoonozes de Ribeirão Pires, minha casa desde 2012, ainda filhotinha. Cheguei a ser adotada, mas voltei assustada. Ouvi os veterinários dizendo que fui vítima de uma adoção irresponsável. Gosto daqui, mas sabem qual o meu sonho? Ter uma família só minha! Sou dócil e convivo bem com meus irmãos caninos.

(Foto: Prefeitura/ Facebook/ Divulgação)
Meu nome é Lola. Tudo bem? Eu vivi nas ruas de Ribeirão Pires por alguns anos, sendo cuidada por humanos na mesma situação que eu, sem teto. Acabei vindo parar no CCZ depois que alguém fez uma denúncia dizendo que eu perambulava pela Vila do Doce. Lá é tão legal né? Me adaptei rapidinho os cuidados daqui e aos novos amiguinhos, mas ainda tenho o mesmo sonho: um lar com casa, comida e muito carinho.

(Foto: Prefeitura/ Facebook/ Divulgação)
Não queria contar uma história triste para você. Eu sou a Cristal. Fui 'esquecida' pela minha família após a desocupação da área do Rodoanel. Fui socorrida por um anjo e encaminhada ao Centro de Controle de Zoonozes. Doses diárias de amor e atenção melhoraram a minha vida até hoje nos últimos 4 anos. Porém, ainda falta uma coisa para que esta história tenha um final feliz: você. Me adota?

(Foto: Prefeitura/ Facebook/ Divulgação)

Formado em Jornalismo pelo Instituto Municipal de Ensino Superior de Catanduva. Já atuou como repórter nas três maiores redes de televisão do Brasil, sendo a Record TV de São Paulo a última delas. Também trabalhou em rádio, em jornal impresso e em assessoria de marketing e de imprensa.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.