Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

Justiça Eleitoral cassa mandato do vereador Camilo Cristófaro

Segundo o MP, parte do dinheiro usado na campanha dele tem origem ilícita(Foto:Divulgação)

O juiz da 1ª Zona Eleitoral da capital Francisco Shintate cassou o mandato do vereador Camilo Christófaro (PSB). O parlamentar havia sido denunciado por fraude eleitoral na captação de recursos.

Por telefone, o advogado de Cristófaro, Alexandre Rollo, disse que, quando a sentença for publicada no Diário Oficial, irá entrar com recurso no Tribunal Regional Eleitoral (leia mais abaixo).

Segundo o Ministério Público Eleitoral, parte do dinheiro usado na campanha do vereador teve origem ilícita –R$ 6 mil, cerca de 14% do total declarado ao Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP).

Investigação feita pela Justiça Eleitoral constatou que o valor foi repassado por uma idosa de mais de 80 anos, moradora de Jundiaí, no interior. Essa mesma mulher, segundo apurou o MPE teria feito doações a outros candidatos a prefeito e a vereador de municípios do ABC Paulista.

“Foi feita quebra do sigilo dela e ela não tinha lastro, menor condição. Desempregada, doente e na fila da casa própria”, disse o promotor eleitoral Luiz Henrique Dal Poz. Segundo ele, a aplicação da cassação é imediata.

A Câmara Municipal de São Paulo aguarda notificação.

Segundo o advogado de Cristófaro, “a doação foi em cheque, teve recibo eleitoral, foi tudo declarado, tudo que a lei mandava fazer foi feito”. “Temos confiança que conseguiremos reverter essa situação, não concordamos com a cassação de um vereador acusado por causa de um valor desse, foi tudo feito como manda a lei”, disse.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.