Morre PM atropelado por motorista alcoolizado na zona leste de SP

Wellington Lima de Mascarenhas tinha 43 anos e 18 de corporação. Motorista havia bebido 3 vezes mais que o permitido e não tinha CNH(Foto:Nivaldo Lima/SP AGORA)

Wellington Lima de Mascarenhas tinha 43 anos e 18 de corporação. Motorista havia bebido 3 vezes mais que o permitido e não tinha CNH(Foto:Nivaldo Lima/SP AGORA)

O policial militar atropelado por um motorista morreu por volta das 20h15 de domingo(25). O corpo de Wellington Lima de Mascarenhas, de 43 anos, foi encaminhado para o IML Leste. O motorista havia bebido três vezes mais que o permitido e não possuía carteira de habilitação. O acidente ocorreu na Avenida Souza Aranha, na Cidade Tiradentes, zona leste de São Paulo na noite desta quarta-feira(21).

A vítima tinha 18 anos de corporação. era casado e tinha dois filhos.

O delegado estipulou uma fiança de  R$ 20 mil ao porteiro, mas ele não tem dinheiro para pagar. Atualmente, uma pessoa acusada de homicidio culposo por atropelar e matar alguém depois de beber pode pegar de dois a quatro anos de cadeia.

Há um Projeto de Lei já aprovado na Câmara dos Deputados em Brasília que quer aumentar a pena para no mínimo cinco e no máximo 8 anos de prisão. O tema ainda precisa ser aprovado no Senado Federal.

Mortes por motoristas embiragados
No domingo(25), o dono de um Porsche bateu em outros cinco carros na Rua da consolação, no Centro. Ele estava saindo de uma festa com mais duas pessoas. Ninguém ficou ferido, mas o motorista se recusou a fazer o teste do bafômetro, No entanto, no IML foi comprovado que ele tinha bebido. Ele foi preso em flagrante, mas liberado depois de pagar R$ 3 mil de fiança.

Na madrugada do dia 18 de outubro, a motorista Juliana Cristina da Silva, de 28 anos, atropelou dois funcionários que pintavam uma ciclofaixa na Zona Norte de São Paulo, que morreram. Ela tinha bebido quase três vezes mais do que o limite estabelecido pelo código de trânsito para a pessoa já ser considerada embriagada. A motorista responderá ao processo em liberdade, após ter pago uma fiança de 20 salários mínimos – pouco mais de R$ 15 mil –. Além disso, ela entregou a carteira de habilitação e deverá comunicar à Justiça caso fique ausente da cidade por mais de 30 dias.

...................................................................................................

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Deixeum comentário

wpDiscuz