Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

Policial Militar à paisana mata outro PM em Guarulhos, na Grande SP

Ação foi registrada por câmera de segurança; atirador diz que confundiu a vítima com um ladrão.

Um policial militar à paisana matou outro PM em Guarulhos, na Grande São Paulo, na madrugada desta segunda-feira (29). O atirador disse que confundiu a vítima com um ladrão porque a vítima estava com a arma na mão. Os dois estavam de folga.

O crime foi registrado por câmera de segurança (assista acima). O soldado da PM Altieres Souza da Silva está com revólver na mão. De repente, chega um rapaz de camiseta verde, tenta dominá-lo, não consegue, atira e mata o PM.

O homem que chegou de surpresa é Silvio Fernando Mendes de Oliveira, também soldado da Polícia Militar.

Segundo o advogado Edenilson Santos, que defende Silvio Fernando, seu cliente estava à paisana passando de carro quando viu um homem armado na rua. Ele achou que fosse um bandido, parou o carro e fez uma abordagem.

“Disse três vezes em alto e bom som: ‘Larga a arma, polícia, larga a arma’. Não foi obedecido e, no momento em que tentou rendê-lo, ele [Altieres] virou e efetuou o disparo, só que ‘picotou’”, disse. A expressão picotou quer dizer que a arma do PM que morreu não funcionou quando ele tentou atirar.

“Foi quando ele [Silvio Fernando] disparou contra esse cidadão e, lamentavelmente após o ocorrido, ele percebeu que se tratava de um Policial Militar”, acrescentou o advogado.

Pouco antes do crime, o policial Altieres estava num bar, junto com outro amigo, que também é PM.

O PM que matou o colega de farda vai responder em liberdade por homicídio em legítima defesa. A Polícia Militar também abriu inquérito e a Corregedoria da corporação irá acompanhar as investigações.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *