Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

Tarifas do transporte público de SP aumentam em 2018

As tarifas de ônibus intermunicipais estão mais caras a partir desta terça-feira (2) de janeiro de 2018. O governo do estado e a Prefeitura de São Paulo anunciaram que a tarifa básica do transporte público coletivo por ônibus, trens e metrô passará dos atuais R$ 3,80 para R$ 4,00 a partir de domingo (7).

Segundo a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), o reajuste de 3,32% vale para todas as linhas do Sistema de Transporte Intermunicipal de Passageiros do Estado de São Paulo.

A alíquota será aplicada tanto nas linhas suburbanas quanto nas rodoviárias. O reajuste, autorizado pela Artesp, não incide sobre as linhas intermunicipais metropolitanas, essas são de competência da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU).

O reajuste previsto para janeiro ocorre após 18 meses do último aumento. Em julho de 2016 o percentual foi de 9,56%, informou a agência.

Os passageiros podem se programar para comprar seus bilhetes rodoviários antes das novas tarifas que passam a valer, já que os bilhetes não possuem validade.

Ônibus, trens e metrô

O governo do estado e a Prefeitura de São Paulo anunciaram nesta quinta-feira (28), por meio de nota à imprensa, que a tarifa básica do transporte público coletivo por ônibus, trens e metrô passará dos atuais R$ 3,80 para R$ 4,00 a partir deste domingo.

A tarifa integrada dos ônibus municipais com os trens do Metrô e da CPTM, por sua vez, passará de R$ 6,80 para R$ 6,96.

Como fica

•Tarifa do Metrô: de R$ 3,80 para R$ 4,00

•Tarifa da CPTM: de R$ 3,80 para R$ 4,00

•Tarifa dos ônibus municipais (SPTrans): de R$ 3,80 para R$ 4,00

•Integração ônibus + trens (Metrô/CPTM): de R$ 6,80 para R$ 6,96

•Bilhete Diário comum (24 horas): de R$ 15,00 para R$ 15,30

•Bilhete Diário integrado (24 horas): de R$ 20,00 para R$ 20,50

•Bilhete Mensal comum: de R$ 190,00 para R$ 194,30

•Bilhete Mensal integrado: de R$ 300,00 para R$ 307,00

Ainda de acordo com o comunicado, o reajuste na tarifa dos transportes “é necessário para adequar a receita ao custo dos sistemas”.

Os passageiros que comprarem seus créditos temporais antes da data do reajuste também poderão continuar utilizando o bilhete normalmente com os valores atuais.

“A alteração em 5,26% está abaixo da inflação acumulada desde o último reajuste, em janeiro de 2016. Nos últimos dois anos, o índice foi de 8,36%, de acordo com o IPC-Fipe”, alegam.

Os passageiros que carregarem seus bilhetes até as 23h59 do dia 6 de janeiro poderão viajar com o valor da tarifa antiga, até o crédito se esgotar (máximo de R$ 300 por dia e R$ 350 acumulados no cartão).

Os detalhes constam em planilha tarifária entregue nesta quinta-feira à Câmara Municipal e que também será publicada no Diário Oficial.

Bilhetes Mensal e Diário

As modalidades temporais de crédito Mensal ou Diário também terão seus valores reajustados a partir do dia 7.

O Bilhete Mensal, somente ônibus ou somente trilhos, passa para R$ 194,30, enquanto o valor do Bilhete Mensal integrado entre ônibus e trens será de R$ 307,00. Já o Bilhete Diário passa para R$ 15,30 somente ônibus ou R$ 20,50 integrado entre os modais.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *