Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

Val Marchiori Condenada a Indenizar Cantora Ludmilla

(Foto: Instagram/ Divulgação)

A 3ª Vara Cível do Fórum Regional da Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio, condenou a socialite Val Marchiori a indenizar a cantora Ludmilla em R$ 10 mil. No carnaval de 2016, a funkeira, que desfilou como rainha da bateria do Salgueiro, foi alvo de um comentário considerado racista de Marchiori na Rede TV!, em que ela diz que o cabelo da cantora estava “parecendo um bombril”.

Na sentença, a juíza Mariana Moreira Tangari Baptista observa que não há controvérsia sobre o fato, mas apenas quanto ao conteúdo ofensivo e racista do comentário feito pela apresentadora, cuja transcrição é seguinte: “… a fantasia está bonita, a maquiagem… agora, o cabelo… Hello! Esse cabelo dela está parecendo um bombril gente!”.

(Foto: Instagram/ Divulgação)

Em sua defesa, Val Marchiori citou o direito à liberdade de expressão para justificar sua conduta e disse não ter criticado o cabelo de Ludmilla, e sim a peruca usada por ela. O argumento, porém, foi rechaçado pela juíza na sentença.

“O vídeo do programa está disponível na internet e nele está muito claro que a primeira ré insiste em comparar o cabelo da autora a um bombril, ainda que os apresentadores do programa tenham tentado impedir que ela continuasse a ofender a autora, afirmando que se tratava de um aplique e não do cabelo da cantora”, escreveu a magistrada.

Ainda segundo a sentença, a liberdade de expressão deve ser exercida com responsabilidade, respeitando outros direitos constitucionalmente tutelados, notadamente o da dignidade da pessoa humana.

“O comentário feito por ela (Val Marchiori) não teve nenhum conteúdo jornalístico, informativo e útil para os telespectadores. Na verdade, foi um comentário depreciativo e racista, apto a causar dano moral à autora”, assinalou a juíza.

Esta semana, outra decisão da Justiça do Rio relacionada a artistas virou notícia. A cantora Anitta teve quase R$ 3 milhões bloqueados. 

Veja aqui a íntegra da sentença

(Informações: Assessoria de Imprensa TJ-RJ)

Formado em Jornalismo pelo Instituto Municipal de Ensino Superior de Catanduva. Já atuou como repórter nas três maiores redes de televisão do Brasil, sendo a Record TV de São Paulo a última delas. Também trabalhou em rádio, em jornal impresso e em assessoria de marketing e de imprensa.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.