Ação da polícia deixa 3 mortos na comunidade do Jacarezinho, Rio

Uma ação da Polícia Civil deixou três mortos na comunidade do Jacarezinho, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro, na manhã de hoje (30). Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil, eles foram baleados em confronto com os agentes e chegaram a ser levados para o hospital, mas não resistiram aos ferimentos.

Cerca de 300 agentes de várias delegacias fazem nesta terça-feira uma ação no Jacarezinho, com o objetivo de cumprir mandados de prisão contra integrantes da quadrilha que controla a venda de drogas na comunidade, inclusive os suspeitos de matar o delegado Fábio Monteiro e o agente Bruno Guimarães Buhler.

Até o início da tarde de hoje, 12 pessoas tinham sido presas na ação. O delegado Fábio Monteiro foi assassinado na comunidade em 12 de janeiro deste ano, enquanto o agente Bruno Buhler morreu durante uma ação policial em agosto do ano passado.

Thammy posa sem camisa e fala sobre cirurgia de retirada dos seios

Até hoje Thammy ainda é questionado sobre a retirada dos seios (Reprodução/ Instagram/ @thammymiranda)

Três anos depois de se submeter a uma cirurgia de retirada dos seios, Thammy Miranda ainda é alvo da curiosidade de fãs que têm dúvidas sobre o procedimento. No último domingo (28), o ator postou uma foto em que aparece sem camisa, exibindo o resultado da cirurgia e foi questionado por alguns seguidores sobre o processo de transexualização.

No post seguinte, Thammy compartilhou um vídeo em que o cirurgião plástico que retirou seus seios, Lecy Marcondes, convida os internautas a participarem de uma live nas redes sociais, em que ele esclareceria dúvidas. “Muita gente me perguntou sobre minha cirurgia e a cicatriz, que é imperceptível…”, legendou o ator, convidando seus seguidores a tirarem suas dúvidas com o profissional.

Thammy Miranda retirou os seios em dezembro de 2014, como parte de um processo de transexualização que inclui tomar hormônios, sempre com acompanhamento médico. Recentemente, durante o “Altas Horas”, Gretchen falou sobre o processo de aceitação da mudança de gênero do filho. “Na hora que você se lembra que aquele bebê que você gerou é seu filho, não importa que sexo ele tenha. Todos esperavam que ela fosse minha sucessora, mas isso não importa. Não importa se é ele ou se é ela. É o meu filho”,disse a cantora.

Motoristas por aplicativo poderão usar carros de até 8 anos, diz João Doria

Segundo prefeito de São Paulo, questão dos veículos com placas de outras cidades será discutida em reunião nesta terça(Foto:Divulgação)

Os motoristas que prestam serviços de transporte por aplicativo poderão usar veículos com até 8 anos de fabricação em São Paulo, segundo o prefeito da cidade, João Doria.

A mudança representa um abrandamento das regras para os serviços, que têm resistido às regras mais estritas implementadas na capital paulista desde o inicio de janeiro.

“O que nós já decidimos com clareza é que vamos estabelecer oito anos para o prazo máximo de utilização de automóvel, ou seja, tempo de vida de automóvel pra aplicativos”, disse Doria, nesta terça (30), a jornalistas.

Antes disso, a idade dos veículos estava estipulada em 7 anos e meio, para os motoristas cadastrados até julho de 2017, e cinco anos, para os cadastrados após a data.

Tire suas dúvidas sobre o que muda com as novas regras para transporte por aplicativo em SP

Segundo o prefeito, outro ponto polêmico das novas regras, de que só carros com placas da capital paulista poderão pegar passageiros na cidade, será discutido em reunião com as empresas de tecnologia que fornecem os serviços, nesta terça-feira à tarde.

“Estamos avaliando hoje, conjuntamente, o tema dos emplacamentos. As demais regras divulgadas pela prefeitura em relação aos aplicativos estão válidas e serão mantidas”, disse Doria, que havia dito, no dia 17, que não faria mais concessões nas novas normas.

Questionado sobre a possibilidade de ter havido exagero nas novas regras, o prefeito afirmou que as mudanças se devem ao diálogo com as prestadoras de serviço: “Nós não temos nenhum problema em construir diálogos, e com isso aperfeiçoar sistemas. Foi assim com os taxistas, está sendo assim agora com os aplicativos também”.

Novas regras

Estão sujeitos às novas normas todos os aplicativos que operam com tarifas diferenciadas em relação aos táxis na capital paulista, casos do Uber, Cabify, Lady Driver, Easy e 99.

Veículos fora do prazo estabelecido de fabricação não poderão tirar o Certificado de Segurança do Veículo de Aplicativo (CSVAPP), documento que passa a ser necessário para transportar passageiros de aplicativos a partir de 28 de fevereiro. Uma inspeção anual também faz parte das exigências da prefeitura.

Os motoristas também precisam de outro documento pela nova regulamentação, o Cadastro Municipal de Condutores (Conduapp), que exige um curso específico de 16 horas, o qual pode ser feito à distância – as próprias empresas de aplicativos podem ministrar as aulas.

Veja quais são as principais determinações para motoristas de aplicativos:

Apresentação de documentos básicos, como a CNH;
Comprovação da realização de curso de treinamento de condutores de 16 horas, com aulas sobre gentiliza, diversidade sexual, primeiros socorros e mecânica, entre outros temas;
Compromisso de que exercerá a atividade somente por meio dos aplicativos credenciados;
Proibição do uso de camiseta esportiva e regata, calça esportiva ou de moletom, chinelos ou até mesmo jaquetas de times, associações e clubes;
Comprovação da contratação de seguro que cubra acidentes de passageiros e o seguro obrigatório;
Licenciamento obrigatório na capital paulista;
Realização de inspeção anual.

Preço da gasolina sobe pela 13ª semana e vai a R$ 4,19; etanol bate R$ 3

O preço médio da gasolina para o consumidor final subiu pela 13ª semana seguida, segundo dados divulgados nesta segunda-feira (29) pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

O valor médio por litro passou de R$ 4,183 para R$ 4,198, uma elevação de 0,35%. Na mesma semana, a Petrobras baixou o preço do combustível nas refinarias em 0,52%, seguindo sua política de preços de reajustes quase diários com o objetivo de acompanhar as cotações internacionais. O repasse ou não para o consumidor final depende dos postos.

Essa política foi adotada pela Petrobras em julho de 2017, mesmo mês em que o governo elevou os impostos sobre os combustíveis. Desde então, o preço médio da gasolina para o consumidor final calculado pela ANP já acumula alta de 19,6%.

O diesel também terminou a semana em alta, subindo de R$ 3,368 para R$ 3,381, ainda segundo a ANP. O valor representa aumento de 0,38% na semana. Na mesma semana, a Petrobras aumentou o preço nas refinarias em 0,26%.

Os dados consideram a variação de preços entre a semana terminada em 20 de janeiro e a que se encerrou no dia 27. São coletados pela ANO os preços em 459 localidades.

Etanol bate R$ 3

O preço médio do etanol também subiu na semana, batendo o patamar de R$ 3, segundo a ANP. O valor médio por litro subiu 1,31%, de R$ 2,963 para R$ 3,002 na semana passada. No ano, o preço do etanol acumula alta de 3,09%.

O preço do gás de cozinha também voltou a subir, passando de R$ 67,28 para R$ 67,47. Com isso, o valor do botijão terminou a semana em alta de 0,28%.

Justiça de SP manda afastar 30 policiais civis acusados de ligação com crime organizado

O TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) determinou que um delegado, dois escrivães, três agentes, oito carcereiros e 16 investigadores, todos da Polícia Civil paulista, sejam afastados de suas funções.

Os 30 policiais são acuados de ter ligação com integrantes da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), para facilitar o tráfico de drogas em São José dos Campos (interior de São Paulo).

Dos policiais civis acusados, 29 cumprem prisão preventiva no Presídio da Polícia Civil, na zona norte de São Paulo, e um está foragido, segundo a decisão da última quinta-feira (25).

A decisão da juíza Laís Helenade Carvalho Scamilla Jardim, da 2ª Vara da Fazenda Pública de São José dos Campos, aponta que o pedido de afastamento das funções acontece por que, caso seja concedida a liberdade aos policiais, eles podem criar obstáculos na investigação do MP-SP (Ministério Público do Estado de São Paulo).

“Há risco de os requeridos virem a ser soltos, acaso concedida a liminar em habeas corpus e que venham a reassumir suas funções a qualquer momento; o que implicaria risco concreto à instrução deste processo”, explica.

A juíza ainda diz que, se os policiais civis retornarem às funções, poderão “criar um ambiente ainda mais favorável aos atos de corrupção e improbidade narrados, envolvendo outros indivíduos nas ações, isolando as pessoas que honestamente labutam na Polícia Civil”.

O fato de policiais civis andarem armados e, portanto, os acusados poderem intimidar testemunhas também foi citado na decisão. Além disso, os policiais civis são acusados de ligação com traficantes que tiveram armamentos pesados, inclusive fuzis, apreendidos.

Os policiais foram enquadrados durante a segunda fase de operação do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) e a 7ª Promotoria de Justiça de São José dos Campos, que busca combater o tráfico de drogas na região de São José dos Campos.

As investigações do MP-SP foram realizadas entre 2016 e 2017. Além dos policiais civis, a segunda fase da operação prendeu um ex-policial civil, uma advogada e outras 4 pessoas. Na primeira fase, o Gaeco já havia oferecido acusação contra 29 pessoas por associação ao tráfico de drogas, mas elas seguem soltas.

Durante a primeira fase da operação, o Gaeco apreendeu mais de 400 quilos de drogas, sendo a maioria a pasta base de cocaína, mais de R$ 2 milhões em espécie, fuzis e outras armas de fogo e munições.

1º dia de fiscalização de apps de transporte, motoristas trabalham com liminares em SP

O primeiro dia de fiscalização das novas regras de transportes por aplicativos, muitos motoristas circularam pela capital paulista com liminares para conseguirem trabalhar. Entre as novas medidas, está a proibição de veículos com placas de fora de São Paulo de pegarem passageiros dentro do município.

Estão sujeitos às novas normas todos os aplicativos que operam com tarifas diferenciadas em relação aos táxis na capital paulista, casos da Uber, Cabify, Lady Driver, Easy Taxi e 99.

Nesta manhã, no aeroporto de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo, no portão de desembarque, vários passageiros aguardavam veículos de aplicativos de transporte. Eram poucos os carros que estavam com adesivos no vidro da frente, que identificam a empresa, conforme a nova determinação.

Motoristas estavam trabalhando com as liminares dentro do carro. As empresas entraram na Justiça para garantir que os veículos com placas de outras cidades consigam pegar passageiros dentro da cidade. Pelas normas, carros com placas de outras cidades que traziam passageiros para a capital deveriam voltar vazios.

O motorista Maurício de Oliva é de Osasco e pegava passageiro em Congonhas. “O que está valendo é a gente rodar com a liminar, foi a orientação que nos passaram”, disse.

Willian Ferreira, de São Bernardo do Campo, também estava assegurado pela documentação. “Tenho a liminar do Conduap e a liminar para carregar o passageiro”, disse o motorista.

Uma empresa de aplicativos, que tem cerca de 100 mil motoristas cadastrados na Grande São Paulo, diz que sem a liminar, metade dos motoristas teriam que deixar de trabalhar na cidade.

“A gente está caminhando para a direção certa, mas ainda a gente não chegou lá. A gente precisa que o direito dessas pessoas seja assegurado e que a gente leve em consideração a realidade dessas 50 mil pessoas. É um volume significativo, impacta a vida dessas pessoas, impacta uma cidade que já tem congestionamento, uma série de problemas e que a agente entende que pode ajudar na melhoria da mobilidade da cidade”, afirmou Saulo Passos, diretor de comunicação da Uber.

A reportagem não viu fiscalização nos pontos em que passou. A Prefeitura de São Paulo disse que não iria divulgar os pontos por uma questão estratégica.

São 94 fiscais que irão conferir o cumprimento de diversas regras, que foram anunciadas há seis meses, e já podem multar. A fiscalização dos motoristas já tinha começado no dia 10, mas os motoristas estavam sendo apenas orientados, e não multados. Desde então, eles reclamam de falta de informação sobre as mudanças.

As liminares da Justiça, tanto para a circulação quanto para a não realização do curso, são as garantias que os motoristas e as empresas de aplicativos conseguiram para não receberem multas e para os carros não serem apreendidos. Mesmo com as decisões judiciais em mãos, os motoristas estão inseguros e com medo das mudanças.

As outras exigências da Prefeitura de São Paulo são o carro que faz o percurso com passageiro tenha um adesivo com o nome da empresa e, dentro, precisa da identificação do motorista, com foto. O condutor também precisa fazer um curso exigido pela Prefeitura e os carros devem ter até 7 anos e meio de fabricação.

Policial Militar à paisana mata outro PM em Guarulhos, na Grande SP

[KGVID width=”715″ height=”400″]http://spagora.com.br/wp-content/uploads/2018/01/pm-mata-pm-guarulhos01.mp4[/KGVID]

Um policial militar à paisana matou outro PM em Guarulhos, na Grande São Paulo, na madrugada desta segunda-feira (29). O atirador disse que confundiu a vítima com um ladrão porque a vítima estava com a arma na mão. Os dois estavam de folga.

O crime foi registrado por câmera de segurança (assista acima). O soldado da PM Altieres Souza da Silva está com revólver na mão. De repente, chega um rapaz de camiseta verde, tenta dominá-lo, não consegue, atira e mata o PM.

O homem que chegou de surpresa é Silvio Fernando Mendes de Oliveira, também soldado da Polícia Militar.

Segundo o advogado Edenilson Santos, que defende Silvio Fernando, seu cliente estava à paisana passando de carro quando viu um homem armado na rua. Ele achou que fosse um bandido, parou o carro e fez uma abordagem.

“Disse três vezes em alto e bom som: ‘Larga a arma, polícia, larga a arma’. Não foi obedecido e, no momento em que tentou rendê-lo, ele [Altieres] virou e efetuou o disparo, só que ‘picotou’”, disse. A expressão picotou quer dizer que a arma do PM que morreu não funcionou quando ele tentou atirar.

“Foi quando ele [Silvio Fernando] disparou contra esse cidadão e, lamentavelmente após o ocorrido, ele percebeu que se tratava de um Policial Militar”, acrescentou o advogado.

Pouco antes do crime, o policial Altieres estava num bar, junto com outro amigo, que também é PM.

O PM que matou o colega de farda vai responder em liberdade por homicídio em legítima defesa. A Polícia Militar também abriu inquérito e a Corregedoria da corporação irá acompanhar as investigações.

Música “Despacito” ganha uma nova versão em mandarim

O hit mundial de Luis Fonsi, Despacito, acaba de ganhar mais um fôlego. A música mais tocada de 2017 teve divulgada nesta semana uma versão em mandarim, feita em parceria com o cantor cingapoereano JJ Lin.

De acordo com a revista Billboard, a nova versão da música estava sendo preparada desde julho, mas foi segurada por conta dos desastres naturais que afetaram várias partes do mundo nos meses seguintes.

Ao longo de 2017, Despacito ganhou diversas roupagens, inclusive um remix com o astro canadense Justin Bieber e uma versão com trechos em português, cantada por Israel Novaes. Veja o resultado da mistura com mandarim no vídeo abaixo:

Rodovias de SP terá tráfego intenso na volta do feriado e fim das férias escolares

O feriado do aniversário de 464 anos da cidade de São Paulo fez com que cerca de 2 milhões de veículo deixassem a capital paulista, segundo as concessionárias que administram as rodovias estaduais.

Neste domingo, a previsão é de tráfego intenso no retorno dos veículos, principalmente também pelo fim das férias escolares.

Saiba quais são os melhores e os piores horários para pegar a estrada:

Anhanguera e Bandeirantes

De acordo com a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), o período de maior fluxo será entre 15h e 21h dos domingo. Outra orientação é que, das 14h às 22 h, os caminhões que se destinam à Capital pela Rodovia dos Bandeirantes (SP-348) devem utilizar a Via Anhanguera (SP-330) no trecho do km 48 ao km 23, entre Jundiaí e São Paulo, acessando a rodovia pela Saída 48 da Bandeirantes. O desvio tem como objetivo melhorar a distribuição do tráfego.

Imigrantes e Anchieta

Na volta do feriado prolongado, haverá a implantação da Operação Subida (2×8) no Sistema Ancheita-Imigrantes. Nesta operação, a subida será feita pelas duas pistas da Rodovia dos Imigrantes e pela pista norte da Rodovia Anchieta. A descida será permitida somente pela pista sul da Anchieta.

A operação vai começar às 10h do domingo e deve ser encerrada no início da madrugada de segunda-feira (29). A inversão de sentido das rodovias ocorre apenas no trecho de Serra – entre os km 40 e o km 55 da Via Anchieta, e do km 40 ao km 57 da Rodovia dos Imigrantes.

Ayrton Senna e Carvalho Pinto

A previsão da Ecopistas, concessionária que administra as duas rodovias, é de que o tráfego seja mais intenso entre 15h e 19h. A expectativa é que entre 180 mil e 259 mil veículos passem pelo pedágio de Itaquaquecetuba, na Rodovia Ayrton Senna, sentido São Paulo.

Castello Branco e Raposo Tavares

O Sistema Castello Branco-Raposo Tavares recebeu cerca de 558 mil veículos durante o fim de semana prolongado. A concessionária ViaOeste espera tráfego intenso neste domingo das 15h às 22h.

Motorista tenta fugir de policiais e bate em três veículos na Zona Oeste de SP

Um acidente entre três carros e um ônibus deixou cinco feridos no Butantã, na Zona Oeste de São Paulo, no começo da manhã deste sábado (27), segundo o Corpo de Bombeiros. Um homem de 23 anos teve ferimentos graves na cabeça e foi socorrido para o Pronto-Socorro Regional de Osasco.

Durante a madrugada, a polícia registrou duas ocorrências de roubo de veículos na região. Os policiais que estavam fazendo o patrulhamento da área desconfiaram de um Gol ouro e deram ordem de parada. Eles não pararam e tentaram fugir.

O Gol seguia pela Avenida Eliseu de Almeida quando bateu em um ônibus, girou na pista e bateu em mais dois carros. O coletivo saiu de Embu das Artes e seguia para Pinheiros. Nenhum passageiro se feriu.

A ocorrência está sendo registrada no 34º Distrito Policial, na Vila Sônia. Ainda não há informações de quais veículos são as pessoas feridas.

Motorista bêbado na Francisco Matarazzo

A Zona Oeste de São Paulo teve outro acidente neste sábado. Na madrugada, um motorista bêbado atropelou um pedestre, bateu em uma banca de jornal e foi detido na Avenida Francisco Matarazzo, na Zona Oeste de São Paulo, na madrugada deste sábado (27), informou a Polícia Militar.

O acidente aconteceu na altura do nº 2000, perto do Bourbon Shopping, por volta das 1h20. O exame do bafômetro constatou que o motorista estava alcoolizado, e ele foi levado para o 91º Distrito Policial.

O pedestre sofreu uma fratura exposta na perna e foi socorrido para o Hospital das Clínicas, segundo a corporação.