Iraquianos invadem Embaixada dos EUA em Bagdá

Por RTP

A Embaixada dos Estados Unidos em Bagdá está ocupada por milhares de iraquianos. Os manifestantes forçaram a entrada na missão diplomática dos Estados Unidos dentro do complexo de alta segurança na capital do Iraque.

Os manifestantes protestam contra o ataque norte-americano que causou a morte de combatentes pró-Irã no Iraque.

O primeiro-ministro iraquiano Adel Abdul Mahdi apelou para que os manifestantes abandonem a embaixada americana, mas sem sucesso até ao momento.

No domingo, os americanos atacaram e mataram 25 combatentes pró-Irã nas fileiras do Exército do Iraque.

Campeão da São Silvestre é definido nos últimos segundos

Por Daniel Mello



O queniano Kibiwott Kandie foi o campeão da São Silvestre de 2019. Ele ultrapassou, nos últimos segundos, o ugandense Jacob Kiplimo, que vinha dominando a prova.

Os dois cruzaram a faixa com os corpos quase colados um ao outro, definindo os dois primeiros lugares da corrida aos 42 minutos e 59 segundos.

O terceiro lugar ficou para Titus Ekiru, também queniano, que neste ano venceu a Maratona de Milão e a Meia de Lisboa. Ele chegou 55 segundos após o primeiro colocado.

A queniana Brigid Kosgei confirmou o favoritismo e foi a primeira do pelotão de elite feminino a cruzar a linha de chegada da corrida de São Silvestre, na Avenida Paulista. Recordista da Maratona de Chicago, a atleta fez na manhã de hoje (31) a sua estreia na 95ª edição da corrida que ocorre anualmente nas ruas da cidade de São Paulo, completando o trajeto de 15 quilômetros em 48 minutos e 54 segundos.

O segundo lugar da prova também foi ocupado por uma queniana, Sheila Shelangat.

A terceira posição no pódio feminino ficou comTisadk Nigus, da Etiópia.

Multidão de amadores

Além dos competidores profissionais, uma multidão de anônimos percorreu o trajeto sob o sol forte e céu limpo desta manhã. O número de inscritos chegou a 35 mil, incluindo pessoas de diversas partes do país, como anunciavam as faixas levadas por muitos corredores com nomes de cidades como Rio das Ostras (RJ), Itajai (SC) e Assis Chateubriand (PR).

Carregando balões com os numerais do ano de 2020, o grupo de amigos de Jesus Rodrigues, veio de Rubiataba, em Goiás.

Segundo o professor, de 39 anos, a intenção é “iniciar o ano com o pé direito, correndo”. Pela primeira vez na São Silvestre, ele disse que já participou de outras provas regionais. “Eu sempre corro na minha cidade e participo das competições no meu estado.”

No mesmo grupo de oito pessoas do professor, está a bancária Beatriz Arriel, que comemora a recuperação de um problema no joelho. “Eu tive uma pequena lesão e o próprio médico que me tratou disse que queria me ver na São Silvestre. Hoje eu estou aqui, livre da lesão”.

Com 75 anos e um banjo debaixo do braço, Dempsez Lima Filho participou hoje pela 22ª vez da prova. “É a felicidade de vir aqui e encontrar os meus netos que cuidam de mim na corrida”, definiu sobre o sentimento de participar da prova.

Ônibus e trens ficam mais caros a partir de amanhã

Por  Elaine Patricia Cruz

Estação Brás de trem (Arquivo/Rovena Rosa/Agência Brasil)


Os preços das passagens de ônibus, metrô e trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) em São Paulo vão subir amanhã (1º). Com isso, as passagens unitárias do transporte público na capital paulista vão aumentar de R$ 4,30 para R$ 4,40.

O reajuste, segundo a prefeitura, é de 2,33% e “está abaixo da inflação anual prevista pelo boletim Focus, divulgado pelo Banco Central, que é de 3,86%”. Ainda segundo a prefeitura, se as tarifas seguissem a recomposição inflacionária, deveriam custar R$ 4,47.

Por causa do aumento nas tarifas, o Movimento Passe Livre agendou um protesto na capital paulista para o dia 7 de janeiro.

Diariamente, 8,3 milhões de passageiros são transportados nas linhas disponíveis do Metrô e da CPTM. Já os ônibus transportam cerca de 8,8 milhões de pessoas todos os dias.

Peça será encenada em cômodos da Casa das Rosas

Os cômodos da Casa das Rosas vão ganhar vida com a peça “As palavras da nossa casa”, do Núcleo Teatro de Imersão. O espetáculo é inspirado nas obras do cineasta sueco Ingmar Bergman (1918-2007) e estréia marcada para 17 de janeiro.

Sem separação entre palco e plateia, o público será conduzido por diferentes cômodos dessa mansão histórica na Avenida Paulista para acompanhar a história. A temporada segue até 27 de março (totalizando 20 apresentações), com sessões duplas às sextas-feiras, às 18h30 e às 20h. Os ingressos custam até R$60.

A dramaturgia da peça foi escrita por Adriana Câmara, que também assina a direção, e Glau Gurgel a partir de vários filmes de Bergman. “A principal referência é o ‘Sonata de Outono’ (1978), que tem uma personagem a mais. Fomos reduzindo os personagens, situações e a quantidade de espaços para poder fazer na Casa das Rosas. Mas também fazemos referências a ‘Morangos Silvestres’ (1957), ‘Através do Espelho’ (1961) e ‘Gritos e Sussurros’ (1972). O espetáculo tem elementos de vários longas dele”, revela a diretora.

Situada nos anos de 1960, a trama narra a visita da famosa cantora lírica Charlote (interpretada pela atriz Gizelle Menon) ao casarão que sua filha única, Eva (Adriana Câmara), divide com o marido Victor (Glau Gurgel), que é um pastor presbiteriano. As duas, que não se vêm há bastante tempo, tentam se reaproximar e resolver questões dolorosas do passado, como o fato de que a filha precisou lidar com a perda de seu único filho, enquanto a mãe tentava administrar as demandas de sua carreira internacional.

Para resgatar os sentimentos nobres que ainda existem entre elas, mãe e filha precisam encarar todas as mágoas, e, nesse processo, acabam proferindo palavras muito duras, de que, possivelmente, se arrependerão. A montagem sensível busca a identificação imediata com o espectador, ao tratar de temas como o amor, as cobranças e expectativas na criação dos filhos, as diferenças de geração, a falta de comunicação em relacionamentos, a esperança e os recomeços após dores profundas, em uma abordagem que parte de situações e conflitos parecidos com os que todos já vivenciaram ou testemunharam. 

Os espectadores assistem a tudo isso acomodados em cadeiras espalhadas pelos diferentes cômodos da Casa das Rosas, como se estivessem mesmo na residência das personagens, e são obrigados pela própria cena a mudar de ambiente. “Pensamos em fazer a peça para a Casa das Rosas, que foi moldando totalmente a encenação. Nesse tipo de teatro, temos que fazer tudo pensando em um espaço, porque se mudamos de lugar, temos que trocar, por exemplo, todas as marcações”, revela Adriana sobre o processo criativo.

“As Palavras da Nossa Casa” é o segundo espetáculo do Núcleo Teatro de Imersão. A primeira peça do grupo, “Tio Ivan”, ganhou o Aplauso Brasil 2018 na categoria Melhor Espetáculo de Grupo por voto popular. 

Sobre a Casa das Rosas

(Museu Casa das Rosas/Reprodução)

A Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos é um museu dedicado à poesia, à literatura, à cultura e à preservação do acervo bibliográfico do poeta paulistano Haroldo de Campos, um dos criadores do movimento da poesia concreta na década de 1950. Localizada em uma das avenidas mais importantes da cidade de São Paulo, a Avenida Paulista, o espaço realiza intensa programação de atividades gratuitas, como oficinas de criação e crítica literárias, palestras, ciclos de debates, exposições, apresentações literárias e musicais, saraus, lançamentos de livros, performances e apresentações teatrais. O museu está instalado em um imponente casarão, construído em 1935 pelo escritório Ramos de Azevedo, que na época já tinha projetado e executado importantes edifícios na cidade, como a Pinacoteca do Estado, o Teatro Municipal e o Mercado Público de São Paulo.

Sobre o Núcleo Teatro de Imersão

Criado em 2014, o Núcleo Teatro de Imersão está voltado para o estudo, o ensino, a pesquisa e a montagem de espetáculos que proponham novas relações entre ator e espectador, ao inserir o público no espaço de representação, em meio à cena representada. O primeiro trabalho do grupo é “Tio Ivan” (2017-2019), uma adaptação imersiva para o texto “O Tio Vania”, do escritor russo Anton Tchekhov (1860-1904). A peça já foi apresentada na Casa das Rosas e na Oficina Cultural Oswald de Andrade. “As Palavras da Nossa Casa”, livremente inspirada na obra de Ingmar Bergman, é o segundo espetáculo do grupo.

Sinopse

Drama imersivo e itinerante inspirado livremente na obra do cineasta Ingmar Bergman. Uma famosa cantora lírica visita a sua filha no casarão que ela divide com o marido presbítero. Durante a visita, mãe e filha tentam se reaproximar e resolver questões dolorosas do seu passado. Nessa montagem do Núcleo Teatro de Imersão, os espectadores percorrem os diversos ambientes do casarão, sem separação entre palco e plateia.

Serviço

AS PALAVRAS DE NOSSA CASA, DO NÚCLEO TEATRO DE IMERSÃO

  • Casa das Rosas – Avenida Paulista, 37, Bela Vista
  • Temporada: de 17 de janeiro a 27 de março de 2020 (exceto dia 21/2)
  • Às sextas-feiras, às 18h30 e às 20h
  • Ingressos: R$ 60 (inteira) e R$30 (meia-entrada)
  • Vendas online: https://www.sympla.com.br/nucleoteatrodeimersao
  • *Venda de ingressos no local da apresentação é realizada apenas 30 minutos antes de cada sessão
  • Classificação: 14 anos
  • Duração: 60 minutos
  • Capacidade: 30 lugares
  • Gênero: Drama Imersivo

Virada movimenta R$ 5,6 bi em SP e outras três capitais

Por Luciano Nascimento

Avenida Paulista no réveillon de 2019 (Prefeitura de SP/Fotos Públicas)


A festa de réveillon nas cidades de Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador e Fortaleza, quatro dos principais destinos turísticos do país, deve movimentar cerca de R$ 5,6 bilhões. A informação é do Ministério do Turismo, com base em levantamento sobre as taxas de ocupação dos hotéis para a festa do final de ano, elaborado pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH)  e divulgado na sexta-feira (27).

De acordo com a associação, as estimativas apontam para taxas de ocupação em torno de 90%, com expectativa de 100%, em alguns casos como o Rio de Janeiro. Para este ano, na capital fluminense, são esperados mais de 2,8 milhões de pessoas na virada em Copacabana, palco da maior queima de fogos de artifício do país.

“Deste total, a Riotur [empresa municipal de turismo] estima que entre 1,7 e 1,9 milhão sejam turistas. A ocupação média durante o período está em 90%, podendo chegar a 100% nos bairros mais procurados. O impacto financeiro esperado é de cerca de R$ 3 bilhões”, informou a assessoria de comunicação do Ministério do Turismo.

Em Fortaleza, são esperados mais de 650 mil turistas para brindar a chegada de 2020. Segundo a secretaria de turismo de Fortaleza, a taxa de ocupação hoteleira é de 96% com a previsão de movimentação econômica de R$ 1,6 bilhão. Entre as atrações que se apresentarão no Aterro da Praia de Iracema nomes como Jorge Ben Jor, Calcinha Preta, Matheus e Kauan, Alok, Fagner, Nando Reis e a dupla Simone e Simaria.

Já em Salvador, a passagem de ano deve contar com quase 500 mil turistas passeando pelas ruas da cidade histórica. A maioria dos hóspedes brasileiros esperados são provenientes dos estados de São Paulo e do Rio de Janeiro. Entre os estrangeiros, franceses e norte-americanos são destaques. É aguardada uma movimentação de R$ 407,2 milhões na economia da cidade.

Em São Paulo, a tradicional virada na Avenida Paulista deve atrair mais de um milhão de pessoas, com um impacto financeiro esperado de R$ 600 milhões. A festa, com início marcado para as 18h, terá como atrações as duplas Anavitória, Marcos e Belutti e o cantor Lulu Santos , que fará a contagem regressiva na passagem de ano. Também vão se apresentar o grupo Chiclete com Banana e a escola de samba Rosas de Ouro, que encerrará a programação.

Lulu Santos, Marcos e Belutti; veja as atrações da Virada na Paulista

Palco foi montado entre as ruas Haddock Lobo e Bela Cintra (Paulo Pinto/Fotos Públicas)


O show da Virada de Ano Novo na Avenida Paulista terá nomes reconhecidos da música brasileira como atração. Lulu Santos, Marcos e Belutti, Anavitória e Chiclete com Banana estão entre as atrações e vão se apresentar no palco montado entre as ruas Bela Cintra e Haddock Lobo, bem perto do cruzamento da Paulista com a Consolação.

A festa, que é de graça, começa às 18h. Confira abaixo as atrações deste ano e horário dos shows.

Réveillon na Paulista:

18h – Abertura

18h25 – Bimbo e Jhonas

19h – Anavitória

Anavitória (Reprodução)

20h10 – DJ Leandro Pardí

20h30 – Marcos e Belutti

Marcos e Belutti (Reprodução)

22h – DJ Leandro Pardí

22h30 – Lulu Santos

Lulu Santos fará a contagem regressiva para a virada de ano (Edu Defferrari/Reprodução)

23h55 – Virada com Lulu

0h15 – Lulu Santos

0h30 – DJ Leandro Pardí

1h – Chiclete com Banana

Chiclete com Banana (Reprodução)

GPS levou suíço para comunidade onde foi baleado

Por  Douglas Corrêa

Michele Angelo Galli e Miranda Pia Regazonni (Reprodução)


O casal de suíços que seguia ontem (29) para passar o réveillon em Paraty (RJ), na Costa Verde, e entrou por engano na comunidade Cidade Alta, em Cordovil, zona norte do Rio, foi indicado para o lugar pelo GPS do veículo que o homem dirigia. Ao entrar na comunidade, Michele Angelo Galli, 73 anos, acabou levando um tiro no peito ao sofrer uma tentativa de assalto e não obedecer a ordem de parar.

A mulher dele, Miranda Pia Regazonni, de 65 anos, foi ferida por estilhaços de vidro e está fora de perigo. Galli foi levado para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, no bairro da Penha, também na zona norte, e está em estado grave, de acordo com o boletim médico liberado pela Secretaria de Estado de Saúde.

O casal saiu do Recreio dos Bandeirantes, na zona oeste e seguia para Paraty. O casal tinha de seguir direto pela Avenida Brasil e pegar a Rio-Santos com destino a Costa Verde. Mas por engano, ao sair da Linha Amarela, acabou desviando o trajeto, por orientação do GPS e foi parar na Cidade Alta, que fica junto à Avenida Brasil, no sentido contrário, na pista em direção ao centro do Rio.

Em nota, o Consulado Geral da Suíça no Rio de Janeiro confirmou que os dois cidadãos suíços foram vítimas de um assalto, no Rio de Janeiro, no domingo dia 29 de dezembro de 2019, e foram feridos. “O Consulado Geral da Suíça está em contato com as autoridades brasileiras e está prestando o necessário suporte às vítimas. Devido à proteção de dados pessoais, não podem ser fornecidas outras informações”. A nota é assinada pelo cônsul-geral no Rio de Janeiro, Rudolf Wyss.

A assessoria de Imprensa da Polícia Militar informou que, hoje, (30), policiais militares do 16º batalhão da PM (Olaria), responsável pelo patrulhamento na Cidade Alta, fizeram operação na comunidade. Na ação, houve uma prisão, com um adolescente apreendido e apreensão de uma pistola calibre 45, um carregador de pistola, munições, dois rádios comunicadores, drogas e dinheiro em espécie. O caso foi encaminhada para a 27ª delegacia policial.

A Polícia Civil informou que o caso está a cargo da Delegacia Especial de Atendimento ao Turista ( Deat), no bairro do Leblon. As informações de que o casal de suíços errou o itinerário, devido a informações passadas pelo GPS, foram fornecidas por Miranda Regazzoni, que prestou depoimento hoje à polícia.

Rodovia: em 3 dias, mais mil motoristas embriagados são multados

(Gilberto Marques/Governo do Estado de SP)


Em menos de três dias de fiscalização, mais de mil motoristas foram flagrados embriagados nas rodovias estaduais de São Paulo. Segundo a Polícia Rodoviária, entre 27 de dezembro e hoje (30), dos 15 mil motoristas fiscalizados, 1.012 haviam ingerido bebida alcoólica antes de assumir o volante, e 16 foram presos em flagrante por crime de trânsito.

Os números fazem parte de um levantamento parcial da Operação Ano Novo 2020. Até o dia 2 de janeiro, 3.500 policiais estarão empenhados em fiscalizar motoristas na rodovias.

Os PMs usam o Etilômetro Passivo, um pequeno bastão que capta a presença de álcool sem a necessidade de o motorista encostar no bafômetro. A ponta luminosa brilha nas cores vermelha, se houver presença de álcool, e verde, se não houver. Por meio dele o Policiamento Rodoviário faz uma triagem rápida e seleciona os motoristas que dirigem sob efeito de bebida alcoólica.

*Com informações da Polícia Militar de SP

Veja o que abre e fecha na virada do ano na Capital

Por  Elaine Patricia Cruz 

(Arquivo/SPAGORA)


Por causa das celebrações de final de ano, alguns serviços administrados pelo governo estadual e pela prefeitura de São Paulo terão mudanças no horário de funcionamento.

A Secretaria Estadual de Saúde informou que os ambulatórios dos hospitais estaduais não vão abrir entre os dias 30 de dezembro e 1º de janeiro.

As unidades do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e do Poupatempo fecham nos dias 30 e 31 de dezembro e 1º de janeiro e voltam a funcionar normalmente no dia 2. Na capital, as unidades ficam fechadas nos dias 30 e 31 e 1º de janeiro.

A Sabesp, serviço de água e esgoto de São Paulo, terá seus canais de atendimento abertos apenas para serviços emergenciais.

As unidades da Fundação Procon ficarão fechadas nos dias 31 e 1º, e voltam a funcionar normalmente nos dias 2 e 3 de janeiro.

Parques

Os parques municipais administrados pela prefeitura de São Paulo estarão abertos nos dias 31 de dezembro e 1° de janeiro, mas com horário alterado. O Ibirapuera permanece aberto até as 16h no dia 31 de dezembro. No dia 1º de janeiro, o parque abrirá às 5h e fechará às 20h. As apresentações na Fonte Luminosa vão funcionar em três horários, no final de ano: às 20h, 20h30 e 21h.

O Parque do Carmo funcionará sem alteração no horário. Os demais parques vão fechar duas horas antes do horário oficial. No dia 1º, a abertura será realizada duas horas depois do horário oficial. Mais informações podem ser consultadas no site da prefeitura.

Ônibus     

Já a SPTrans, que administra os ônibus que circulam na capital paulista, informou que nos dias 31 de dezembro, véspera de ano-novo, e 1º de janeiro, o atendimento será normal nos postos de venda em terminais de ônibus e no Expresso Tiradentes. As lojas Augusta, Metrô Jabaquara e Santana estarão fechadas. No dia 30 de dezembro, segunda-feira, todos os postos funcionam normalmente.      

A circulação dos ônibus nos feriados no Ano Novo será de 43% da frota operacional em relação aos dias úteis. Nos dias 30 e 31 de dezembro, antevéspera e véspera de Ano Novo a frota será de 66% em relação aos dias úteis.

Metrô e CPTM

Durante a madrugada da virada do ano, as linhas de metrô vão funcionar sem interrupção para desembarque. As estações Trianon-Masp, Brigadeiro e Paraíso (Linha 2-Verde), Paulista e Higienópolis-Mackenzie (Linha 4-Amarela) ficarão abertas também para o embarque dos passageiros.

As demais estações das linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha, 4-Amarela e 15-Prata (de Vila Prudente a Jardim Planalto) ficarão abertas até às 2h do dia 1º de janeiro para embarque, enquanto o desembarque será permitido por toda a noite.

A Estação Consolação (Linha 2-Verde), por se localizar ao lado do palco da festa de réveillon, na Avenida Paulista, estará fechada a partir das 16h do dia 31, por medida de segurança. A estação reabre às 4h40 de 1°de janeiro.

Já as estações de trem da CPTM, das linhas 7-Rubi (Luz – Francisco Morato), 8-Diamante (Júlio Prestes – Itapevi), 9-Esmeralda (Osasco – Grajaú), 10-Turquesa (Brás – Rio Grande da Serra), 11-Coral (Luz – Estudantes), 12-Safira (Brás – Calmon Viana) e 13- Jade (Engenheiro Goulart – Aeroporto) estarão abertas para embarque e desembarque até 1h do dia 1º de janeiro.

Depois da 1h, somente as estações Luz, Brás, Tatuapé, Corinthians-Itaquera, Pinheiros, Santo Amaro, Palmeiras-Barra Funda e Tamanduateí, que fazem integração gratuita com o Metrô, estarão abertas para a transferência dos usuários e para o desembarque.

Taxa sobre seguro desemprego não deve avançar no Congresso

Por  Marcelo Brandão

(Arquivo)


A proposta do governo de criar o Contrato de Trabalho Verde e Amarelo sofrerá alterações no Congresso Nacional. Uma delas será a mudança na taxação do seguro-desemprego que, definida na medida provisória (MP) como obrigatória, deverá passar a opcional, segundo o relator da MP, deputado federal Christino Áureo (PP-RJ).

“Nós temos a possibilidade de transformar essa contribuição em opcional. Isso deve ser o que constará no relatório. É um ponto que deve ser aprovado, acredito que tenha mais chances”, disse o deputado à Rádio Nacional.

Para ele, outras fontes devem ser buscadas para financiar os incentivos que motivarão o empregador a aderir ao programa, que estimula a contratação de jovens de 18 a 29 anos.

“Nós acreditamos que esse é um ponto que tem muita dificuldade de ser aceito. Estamos trabalhando para buscar outras fontes orçamentárias para cobrir o incentivo ao primeiro emprego que não seja taxando o desempregado”, afirmou.

A questão também já foi tida como de difícil aceitação pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre, em declaração recente.

A MP traz outras polêmicas, como o fim do registro profissional de várias categorias, como jornalista, publicitário e radialista. Essas questões levaram a medida a receber o maior número de emendas da história do Parlamento, segundo o relator. Foram quase 2 mil emendas.

“O próprio governo e as entidades que temos conversando, tanto patronais quanto de empregados, entendem que a MP é bastante polêmica, tanto que é a recordista de emendas na história do Congresso, com mais de 1.930 emendas. Estamos trabalhando esta semana e na primeira semana de janeiro nesse material, para teruma atuação mais firme em fevereiro.”

O fim do registro profissional de algumas categorias também deverá ser revisto. O relator entende que o Ministério da Economia quis dar mais autonomia às categorias ao abolir o registro, mas vê dificuldade para que isso ocorra em todos os casos. Ele citou os jornalistas como um dos exemplos.

“Uma categoria que já sofreu uma dificuldade maior por ter sido abolida a necessidade de uma formação universitária específica, a ausência do registro pode deixar a profissão num limbo que talvez não seja adequado. Esse é um ponto que vai ser, provavelmente, objeto de modificações na discussão da medida.”

A expectativa do relator é apresentar seu parecer em fevereiro para votá-lo a tempo, ou seja, antes de vencido o prazo da MP de 120 dias. “A ideia é que a gente consiga ter o relatório fechado em fevereiro para ter margem para trabalhá-lo em março e aprová-lo nas duas Casas dentro dos prazos formais, apontando para o início de abril”, destacou.

*Colaborou Kariane Costa, da Rádio Nacional