Bombeiros encontram terceira vítima de cabeça d’água

Vítima tinha 23 anos e morava na cidade de Oliveira, em Minas
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais informou ter encontrado hoje (4) o terceiro corpo após tragédia ocorrida no complexo de cachoeiras do Canyon Cascata Eco Parque, no município de Capitólio (MG). No último sábado (2), banhistas que frequentavam o local foram surpreendidos por uma cabeça d’água e arrastados pela força da correnteza em direção ao lago da represa de Furnas.

A vítima encontrada hoje é um homem de 23 anos. Também morreram na tragédia duas mulheres, ambas com 24 anos. Seus corpos foram localizados ainda no sábado. Os três mortos eram moradores de Oliveira (MG). Ao tomar conhecimento, a prefeitura do município decretou luto oficial de três dias.

No episódio, os bombeiros também resgataram 16 pessoas que ficaram ilhadas em meio à correnteza, sendo 11 com o auxílio de helicóptero e cinco pelas equipes de terra. Uma delas, com fratura na perna e traumatismo craniano, foi conduzida até o hospital Santa Casa, em Passos (MG). 

Fenômeno

A cabeça d’água ocorre quando um grande volume de chuva cai em partes superiores do curso d’água. Dessa forma, após algum tempo, se observa um aumento repentino do nível nas áreas mais baixas. Segundo os bombeiros, tempestades atingiram a cabeceira do Rio Capivara. Os banhistas foram surpreendidos pela elevação do nível e da força das águas por volta de 14h50.

A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais recomenda não frequentar cachoeiras durante o período chuvoso. “Se optar por ir, não vá sozinho! Dê preferência a lugares com a presença de guarda vidas e pesquise as condições meteorológicas da região. A presença de folhas, o aumento do volume do som de cascata e a mudança da cor da água são alguns dos indicativos do fenômeno. Ao notar a presença de qualquer um desses sinais, saia da água imediatamente”, acrescenta o órgão.

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas