Chuva alaga cidade mineira e provoca deslizamentos

Há previsão de chuvas nos próximos dias
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(Corpo de Bombeiros de MG/Reprodução)

As fortes chuvas que ocorreram neste fim de semana em Santa Maria de Itabira, a cerca de 130 quilômetros de Belo Horizonte (MG), provocaram alagamentos e desmoronamentos na cidade. Várias casas estão debaixo d’água devido ao transbordamento do Rio Girau e moradores foram soterrados após o deslizamento de um barranco. Estradas e vias no município estão interditadas.

Em mensagem nas redes sociais, o governador do estado, Romeu Zema, informou que o governo enviou helicópteros para ajudar nos trabalhos de resgate e um caminhão com ajuda humanitária (colchões e kits de higiene). “Nossa solidariedade a todos que vêm sofrendo com as chuvas em Minas. O estado dará suporte a todas prefeituras e população que necessitem de ajuda”, escreveu.

A prefeitura de Itabira, cidade vizinha, também colocou as escolas à disposição para abrigar e fornecer alimentação aos moradores e deverá enviar caminhões-pipa para ajudar no abastecimento à população. As autoridades também estão se mobilizando para recolher donativos.

Desde o carnaval, a situação vem sendo monitorada pela Defesa Civil de Santa Maria de Itabira e a previsão já era de chuvas mais intensas para o fim de semana.

Para os próximos dias, são esperadas pancadas de chuvas e chuvas isoladas, de acordo com o Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). O Instituto Nacional de Meteorologia também emitiu alerta de perigo para várias regiões de Minas Gerais.

Por Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil 

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas