CNI aponta melhora na confiança dos empresários

A confiança aumenta entre as empresas de grande porte.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(Arquivo/Agência Brasil)

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) subiu 3,1 pontos em relação a julho e alcançou 53,3 pontos em agosto. O indicador ficou acima da linha divisória dos 50 pontos que separa a confiança da falta de confiança. Os dados são da pesquisa feita pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), divulgada hoje (20).

O ICEI está abaixo da média histórica, que é de 54,1 pontos, e dos 55,5 pontos registrados em maio, antes da greve dos caminhoneiros.

De acordo com a pesquisa, a confiança aumenta entre as empresas de grande porte, em que o indicador alcançou 54,4 pontos. Nas de pequeno porte ficou em 51,2 pontos e, nas de médio, em 53 pontos.

Nas indústrias extrativas, o ICEI subiu para 58,5 pontos, acima dos 53,5 pontos registrados na indústria de transformação e dos 51,8 pontos verificados na construção.

O economista da CNI, Marcelo Azevedo, disse que uma série de fatores contribuiu para a melhora dos números: a normalização da atividade industrial, após a greve dos caminhoneiros, o ingresso no período do ano em que há maior atividade econômica. Porém, há outros que podem atrapalhar. “Contudo, as incertezas eleitorais e a tabela de preços mínimos de frete impedem uma confiança maior.”

Impactos

De acordo com a pesquisa, o aumento da confiança neste mês é resultado, especialmente, da percepção sobre as condições futuras da empresa e da economia. O Índice de Expectativas subiu de 53,5 pontos em julho para 56,3 pontos em agosto. Com isso, continua a apontar otimismo dos empresários em relação ao desempenho da economia nos próximos seis meses.

O Índice de Condições Atuais subiu de 43,6 pontos em julho para 47,2 pontos em agosto. Mas ainda está abaixo dos 50 pontos, mostrando que os empresários ainda percebem a piora das condições atuais dos negócios. Em maio, antes da greve dos caminhoneiros, o indicador estava em 50,1 pontos.

O ICEI é um indicador ajuda a entender as tendências da indústria e da economia. Empresários confiantes tendem a ampliar a produção e os investimentos, o que estimula o crescimento da economia. Esta edição da pesquisa foi feita entre 1º e 13 de agosto com 2.838 empresas, das quais 1.126 são pequenas, 1.061 são médias e 651 são de grande porte.

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas