Com prisão decretada, João de Deus ainda não se entregou

Mais de 300 vítimas relataram abusos do médium.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Por Marcelo Brandão, da Agência Brasil

(Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), da Polícia Civil de Goiás, continua buscando o médium João Teixeira de Faria, conhecido como João de Deus. Segundo a Secretaria de Segurança Pública do estado, não há prazo para que o médium seja considerado foragido. João de Deus já foi alvo de mais de 300 denúncias de abuso sexual. Sua prisão foi decretada ontem (14) pela Justiça de Goiás.

O Ministério Público de Goiás está apurando denúncias contra o médium em outros seis países. A força-tarefa criada pelo órgão foi procurada por possíveis vítimas da Alemanha, Austrália, Bélgica, Bolívia, Estados Unidos e Suíça.



A localização do médium ainda é desconhecida. Sua defesa afirmou que entrará com pedido de habeas corpus contra a decisão, que considerou “ilegal e injusta”. O advogado Alberto Toron disse ainda que “a impetração do habeas corpus não exclui a apresentação do senhor João de Deus”. Ele, no entanto, não informou se há planos para que o médium se apresente à polícia.

As denúncias contra João de Deus começaram a vir a público na última sexta-feira (7) quando o programa Conversa com Bial, da TV Globo, divulgou as primeiras denúncias de abuso sexual. A partir daí, outras mulheres que afirmam ser vítimas do médium começaram a procurar as autoridades e a imprensa. As denúncias já chegam a mais de 300.

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas