Confirmada morte de Gugu Liberato

Morte foi anunciada pela assessoria de Gugu.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(Record TV/Reprodução)


Uma nota divulgada pela assessoria de imprensa de Gugu Liberato na noite de hoje (22) confirmou a morte do apresentador. O texto revela que Gugu teve morte cerebral.

“Durante o período de observação, foi constatada a ausência de atividade cerebral”.

Ontem (21), o jornalista Reinaldo Azevedo, da Band News FM, anunciou, em primeira mão, a morte do apresentador, mas a assessoria do artista negou a morte, em nota, horas depois, dizendo que Gugu estava “vivo”.

Gugu se feriu ao cair de uma altura de 4 metros, enquanto tentava arrumar o ar condicionado da mansão onde mora, nos Estados Unidos. Ainda não há informações sobre traslado do corpo e nem do velório de Gugu.

Vida e carreira

O apresentador era paulistano e filho de portugueses. Nasceu no dia 10 de abril de 1959. Seu pai era caminhoneiro e sua mãe dona-de-casa. Ele tinha apenas 14 anos quando fez sua primeira aparição na TV, participando de uma gincana. Com 19 anos tornou-se auxiliar de escritório e, pouco depois, ganhou um cargo como produtor de TV. Mas ele acabou desistindo da carreira e indo estudar Odontologia. Sua passagem pela faculdade foi muito breve e ele acabou voltando para a TV. 

Em 1982 passou a comandar o programa de auditório Viva a Noite, no SBT, emissora onde trabalhou por mais de 30 anos. Lá ele passou por diversos outros programas, como Passa ou Repassa, Sabadão Sertanejo e Domingo Legal, atração que rivalizava com o Domingão do Faustão, na Globo, em uma acirrada guerra pela audiência. Em 2009 chegou à Record, onde apresentou o Programa do Gugu, Gugu e Power Couple Brasil.

Recentemente ele apresentava o programa Canta Comigo, na TV Record. Gugu também era empresário, proprietário da GGP Produções, pólo de desenvolvimento audiovisual. Além de empresário e apresentador, Gugu também era cantor: ele ficou conhecido por suas versões de Pintinho Amarelinho e A Dança da Galinha Azul. Como ator, teve participação em diversos filmes, especialmente nos do grupo Os Trapalhões. 

*com informações da Agência Brasil

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas