Major Olimpio tem morte cerebral durante tratamento contra a covid-19

Senador estava internado em tratamento há duas semanas
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(Fernando Frazão/Agência Brasil)

O senador Major Olimpio (PSL), que estava internado em tratamento contra a covid-19, teve morte cerebral na tarde de hoje (18). A confirmação foi feita pela assessoria do senador em sua rede social.

“Com muita tristeza e dor no coração, comunicamos a morte cerebral do grande pai, irmão e amigo, Senador Major Olimpio. Por lei a família terá que aguardar 12 horas para confirmação do óbito e está verificando quais órgãos serão doados.Obrigado por tudo que fez por nós, pelo nosso Brasil.”

No último dia 2 deste mês, o próprio Olimpio havia informado que estava contaminado pelo coronavírus. Na ocasião, disse que sentia apenas sintomas leves.

“Com isso, não será possível a minha presença nas sessões do Senado nos próximos 14 dias. Continuarei trabalhando como sempre, mas remotamente. Deus os abençoe!”, publicou naquele dia.

No entanto, no dia seguinte, o senador foi internado devido à piora do quadro de saúde. Dois dias depois, no dia 5 de março, Olimpio foi levado à unidade de terapia intensiva.

Carreira

Major da reserva da Polícia Militar de São Paulo, Sérgio Olimpio Gomes ocupou cargos eletivos tendo como uma das principais pautas a defesa dos interesses da categoria dos policiais. Foi deputado estadual na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo por dois mandatos consecutivos, de 2007 a 2014.

Em 2015 assumiu como deputado federal e em 2018 foi eleito senador pelo PSL, cargo que ocupava desde 2019.

Nascido em 20 de março de 1962, ele tinha 58 anos.

*Com Agência Brasil

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas