Dados de Bolsonaro, Dória e Ministros do STF são vendidos na internet

Apuração foi feita pela Folha de S. Paulo

Jair Bolsonaro (PL), João Doria (PSDB) e diversos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) têm seus dados pessoais nas mãos de hackers. Informações como a assinatura e a foto da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), por exemplo, estão disponíveis em bancos de dados vendidos por criminosos, que as vendem por R$ 200,00, de acordo com o jornal Folha de S.Paulo.

Outros políticos que podem ter dados pessoais vazados pelos criminosos virtuais são Arthur Lira (PP) e Rodrigo Pacheco (PSD), presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, respectivamente.

Os hackers utilizariam as informações da Secretaria Nacional do Trânsito (Senatran), da Receita Federal, do Cadastro Nacional de Usuários do SUS (CadSUS), do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) e do Sistema Nacional de Armas (Sinarm).

Recorte de documento contendo a foto de Jair Bolsonaro, homem branco, com terno e gravata. Abaixo da foto, tarjas pretas com marcações trazendo os dados do presidente da república, como nome, data de nascimento, parte do nome da mãe.
(TV Cultura/Reprodução)

Com as bases tomadas, eles montariam painéis, segundo a reportagem. O conhecimento seria vendido aos bandidos por funcionários públicos. Ou seja, a aquisição por parte do consumidor final seria apenas a última parte de um longo processo. Desta forma, só um login e uma senha já são o suficiente para ter acesso aos elementos.

O Presidente da República, por exemplo, teve, além de sua CNH, sua filiação, Cadastro de Pessoa Física (CPF), Registro Geral (RG), assinatura, número da carteira, data de validade, foto do documento, sua raça, telefones, número da carteira nacional de saúde e o seu endereço no Palácio da Alvorada adquiridos.

Por TV Cultura

Você usa o Telegram?

Entre em nosso canal no Telegram e receba nossas atualizações de notícias direto no seu celular. Basta clicar aqui

Compartilhe notícia

Artigos Relacionados

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.