É possível obter renda extra investindo na bolsa de valores?

A lógica da Bolsa permite que os resultados sejam alcançados mesmo em movimentações rápidas, como é o caso do day trade.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Ganhar mais dinheiro é algo que atrai qualquer pessoa. O difícil é entender como fazer para conseguir esse objetivo. A Bolsa de Valores é vista por muitos como o ambiente propício para isso, já que nela são negociados ativos de empresas dos mais diferentes portes. O investidor que se associa a projetos com potencial de crescimento pode acompanhar esse sucesso e obter renda extra. 

É possível obter renda extra investindo na bolsa de valores?
Foto: standret/Freepik

O mais interessante é que isso não é possível apenas em estratégias de longo prazo. A lógica da Bolsa permite que os resultados sejam alcançados mesmo em movimentações rápidas, como é o caso do day trade. A questão é saber como lidar com esses diferentes tipos de operações para fazer disso um meio de obtenção de renda. 

Formas de obter renda extra investindo em ações 

A maneira mais conhecida de aumentar seu patrimônio na Bolsa de Valores é investindo com foco em dividendos. Nesse caso, o investidor aplica seu dinheiro em companhias que apresentam 

potencial de crescimento futuro, além de bom histórico de repasses para os acionistas. 

Além disso, investidores podem também alugar ações, ou seja, ceder ativos para operadores que procuram retorno no curto prazo. Essa é uma prática mais arriscada, já que a pessoa que aluga um ativo, faz isso acreditando que ele vai se desvalorizar. Assim ela vende o ativo alugado e compra depois por um valor mais baixo, o que justifica a operação. No fim, quem alugou recebe o dinheiro do aluguel e quem fez o aluguel lucra com a diferença entre o valor da venda e o que investiu. 

Outra possibilidade é por meio dos fundos imobiliários, já que eles também oferecem o pagamento de dividendos. Nesse caso, a renda extra vem quando o fundo vende ou recebe o aluguel de um empreendimento. Com o dinheiro em mãos, parte desse valor é repassado para os cotistas. 

Riscos com esse tipo de movimentação 

Investir na Bolsa de Valores é algo que oferece riscos. Por isso, é preciso ter atenção a eles para evitar prejuízos na busca por renda extra. 

De uma maneira geral, ativos de renda variável se diferenciam dos de renda fixa porque não apresentam um mecanismo de segurança tão rígido, como é o caso do Fundo Garantidor de Créditos, responsável por reparar os prejuízos de investidores em aplicações como o CBD, por exemplo. Ao investir em ação, é preciso confiar na credibilidade da instituição em questão, por isso, vale a pena ter uma atenção maior ao seu histórico e nas possibilidades que ela apresenta para o futuro. 

É importante ainda considerar os riscos de liquidez, de mercado, das empresas e também das corretoras, pois um bom investimento é feito quando o investidor analisa todos esses aspectos antes de aplicar seu dinheiro. 

Tendências atuais da Bolsa de Valores

Para o investidor iniciante, o mais importante é entender que, com os cuidados para não entrar no mercado de renda variável do jeito errado, ele pode sim obter renda extra. Ainda mais se for capaz de compreender o potencial de determinados ativos.

É o caso dos já citados fundos imobiliários, uma vez que nesse caso sequer é necessário ser um grande conhecedor do mercado para participar de projetos de grande porte. Por se tratar de um fundo de investimento, o chamado FII permite que o investidor adquira cotas de fundos que investem em empreendimentos como shoppings, galpões empresariais e hospitais. 

Além disso, o investidor que pretende ir além, se tornando acionista de grandes empresas, pode investir na compra direta de ações de companhias enormes, por preços realmente atrativos. Isso porque no mercado fracionário é possível comprar unidades de ações para ir aos poucos formando um portfólio robusto e diversificado. A diversificação é uma recomendação dos grandes investidores, já que com ela é possível se associar a projetos de diferentes mercados, sem se expor sempre ao mesmo risco. 

Tipos de ações e maneiras de investir 

Ações podem ser de diferentes tipos. Tudo depende da forma como a empresa permite que seus acionistas participem do negócio. Para o investidor iniciante, o mais importante é diferenciar ações ordinárias das preferenciais. As ações ordinárias são aquelas que permitem que o acionista vote nas assembleias da empresa. Já as preferenciais dão prioridade aos investidores na distribuição dos repasses feitos pela companhia. 

No geral, as movimentações se dão por meio do código que identifica cada ação no Home Broker, que é o sistema que coloca o investidor em contato com a Bolsa de Valores, É preciso indicar a quantidade de ações que pretende comprar, sejam elas ordinárias ou preferenciais. 

Na prática, esse é um procedimento simples. Com saldo em sua conta na plataforma da corretora, basta enviar a ordem de compra ou de venda para adquirir ou se desfazer dos ativos.

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas