Esquema com 25 empresas desviava dinheiro da saúde e da Educação

PF diz que empresas ligadas a ex-prefeita receberam R$ 70 milhões.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(Polícia Federal/Reprodução)

A Polícia Federal deflagrou hoje (20/9) a Operação Hospitator, para dar continuidade às investigações que apuraram fraudes em processos licitatórios da Prefeitura Municipal de Abaetetuba/PA, no período de 2009 a 2016. Hospitator é uma parceria com o Ministério da Transparência, Controladoria-Geral da União (CGU) e a Receita Federal.

Ao todo, estão sendo cumpridos 20 mandados de busca e apreensão e 4 mandados de prisão temporária em órgão públicos, empresas, escritórios de contabilidade e residências dos envolvidos, em Abaetetuba e Belém/PA.

As investigações tiveram início com a apuração de desvio de verbas federais por duas empresas que tinham convênio e contratos com a prefeitura municipal de Abaetetuba. Após diligências, constatou-se que existia uma rede de empresas e escritórios de contabilidade que atuavam, com anuência de servidores públicos, para vencer ilicitamente licitações. Os recursos públicos desviados eram provenientes de verbas destinadas às áreas de educação, saúde, e assistência social.

Aproximadamente 25  empresas estão envolvidas no esquema criminoso. Entre elas, há algumas ligadas à família da ex-gestora  municipal. que receberam  aproximadamente R$70 milhões da Prefeitura de Abaetetuba/PA, durante os seus mandatos.

Os presos serão ouvidos na sede da Superintendência Regional da Polícia Federal no Pará e ficarão à disposição da Justiça Federal. Todo o material apreendido será analisado e periciado, para coleta de provas e evidências que confirmem os crimes contra a Administração Pública e de lavagem de dinheiro, no município de Abaetetuba/PA.

*com informações da Polícia Federal

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas