Governo gaúcho reconhece emergência em 7 cidades

Defesa Civil contabiliza ainda 2.603 pessoas desalojadas.

O governo do Rio Grande do Sul reconheceu a situação de emergência decretada pelas prefeituras de sete cidades gaúchas atingidas pela passagem de um segundo ciclone pela Região Sul, na semana passada.

(Defesa Civil RS/Divulgação)

Arroio do Meio, Bom Retiro do Sul, Eldorado do Sul, Montenegro, São Jerônimo, São Sebastião do Caí e Roca Sales estão entre os 29 municípios mais severamente afetados pelos efeitos do fenômeno climático.

Notíciasrelacionadas

As chuvas e os fortes ventos que atingiram parte do estado no início da semana passada causaram o transbordamento de rios e alagamentos. Também provocaram deslizamentos, destelharam imóveis residenciais e comerciais, derrubaram árvores e galhos e causaram danos à infraestrutura. Duas pessoas morreram: uma em Caxias do Sul, outra em Colinas.

Segundo a Defesa Civil, 2.603 pessoas afetadas continuavam desalojadas até a manhã de hoje (14). Mais 1.262 estavam desabrigadas. Ao contrário das primeiras, que ao se verem forçadas a deixar suas casas, foram provisoriamente para a casa de parentes, amigos ou outros locais, os desabrigados tiveram que ser alojados temporariamente em abrigos de instituições públicas ou organizações assistenciais.

Há duas semanas, a passagem de um primeiro ciclone pelo sul do país, muito mais potente, provocou danos e transtornos no Rio Grande do Sul, mas o estado então mais afetado foi Santa Catarina, onde ao menos nove pessoas perderam a vida e o governo estima, preliminarmente, prejuízos de R$ 541 milhões – e que podem chegar a R$ 2 bilhões.

Segundo a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do Rio Grande do Sul, esta semana, o tempo no estado deve ficar seco, mas as temperaturas devem cair, favorecendo a ocorrência de geadas na maioria das regiões.

Chuvas intensas e alagamentos atingem municípios do Rio Grande do Sul
Chuvas intensas e alagamentos atingem municípios do Rio Grande do Sul
(Defesa Civil RS/Divulgação)

 Por Alex Rodrigues – Repórter da Agência Brasil 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eu concordo com os Termos e Condições e Política de Privacidade.

Notícias relacionadas

Orelhas & Tiaras

Mais - recentes

São Paulo