Abdelmassih será levado para hospital psiquiátrico

Ex-médico, Roger Abdelmassih está condenado a 173 anos pelo estupro de 56 pacientes
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

O ex-médico Roger Abdelmassih, que foi condenado a mais de 173 anos de prisão por estupro de 56 pacientes, ganhou o direito a habeas corpus nesta terça-feira (23) para tratamento médico no Hospital Penitenciário do Estado de São Paulo.

A decisão foi tomada pelo ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribuna Federal (STF), e avaliou que é necessária uma avaliação médica do condenado, com um laudo expedido pelo Instituto Médico, Social e de Criminologia de São Paulo (IMESC).

Roger Abdelmassih algemado sendo levado por policial
Ex-médico Roger Abdelmassih ao ser preso no Paraguai. Ele foi condenado por estuprar ao 56 pacientes (Arquivo/Senad)

Apenas com os documentos do IMESC é que a situação de Abdelmassih pode ser reavaliada por um juiz. Se ele fica internado, em prisão domiciliar ou em regime fechado.

No último mês de setembro, o ex-médico foi transferido de Tremembé para a realização de um procedimento médico após ter ficado em observação em uma unidade hospitalar no interior de São Paulo. Ele está em regime fechado desde julho, quando a Justiça revogou sua prisão domiciliar, concedida em maio por conta do seu estado de saúde.

A defesa dele fez um pedido de prisão domiciliar humanitária, que foi negado pelo STJ em outubro.

por TV Cultura

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas