Gilmar Mendes estende decisão que considera Moro suspeito a outros processos contra Lula

Decisão foi motivada por habeas corpus da defesa de Lula
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes decidiu ontem (24) estender a suspeição do ex-juiz Sergio Moro para mais dois processos que envolvem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Com a decisão, as ações penais sobre a reforma do sítio de Atibaia e a doação de um imóvel para o Instituto Lula deverão voltar ao início e todas as etapas realizadas serão anuladas. 

A decisão do ministro foi motivada por um habeas corpus protocolado pela defesa do ex-presidente. Mendes é o relator do caso. 

Ontem (23), o plenário do STF confirmou a decisão da Segunda Turma que reconheceu a parcialidade de Moro na condução do processo do triplex do Guarujá. No entendimento de Gilmar Mendes, a decisão deve ser estendida a mais dois processos envolvendo o ex-presidente. 

“Nos três processos, houve a persecução penal do paciente em cenário permeado pelas marcantes atuações parciais e ilegítimas do ex- juiz Sergio Fernando Moro. Em todos os casos, a defesa arguiu a suspeição em momento oportuno e a reiterou em todas as instâncias judiciais pertinentes”, decidiu o ministro. 

Após a decisão do STF, em uma rede social, Sergio Moro declarou que as condenações do ex-presidente correspondem aos fatos ocorridos e que “não houve qualquer restrição à defesa de Lula”.

Por André Richter, da Agência Brasil

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas