Indenização: Desembargador que humilhou GCM é condenado

Valor da indenização foi fixado em R$ 20 mil
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Eduardo Siqueira, desembargador que foi flagrado humilhando e ofendendo um GCM porque não queria usar máscara enquanto caminhava pela praia, em Santos, foi condenado a pagar R$ 20 mil ao guarda por danos morais.

Nesta quinta, o juiz da 10ª Vara Cível de Santos José Alonso Beltrame Júnior condenou Siqueira a pagar o valor ao guarda Cícero Hilário. Na ocasião, o desembargador rasgou uma multa recebida e chamou as autoridades, que faziam a ronda no litoral, de analfabetos. Toda a situação foi gravada e causou revolta nas redes sociais.

Há três meses, Hilário entrou com um processo contra Siqueira solicitando uma indenização de R$ 114 mil.

Na decisão, ainda em primeira instância, o magistrado defendeu que independente da constitucionalidade da exigência do uso de máscaras ou a possibilidade de aplicação de multas, “é fato que houve a atitude desrespeitosa, ofensiva e desproporcional”.

Advogado do guarda Cícero Hilário, Jefferson Douglas afirmou em nota que, dependendo da análise da decisão tomada pelo juiz, vai avaliar se recorre ou não da sentença, para aumentar a quantia da indenização.

Em contrapartida, Salo Kibrit, advogado do desembargador condenado, comunicou que Eduardo Siqueira não concorda com a sentença e, no momento oportuno, entrará com recurso.

Por TV Cultura

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas