Prevent Senior terá que ressarcir paciente tratado com ‘kit covid’

Família chegou a transferir paciente por discordar dos protocolos da Prevent Senior
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

A Justiça de São Paulo determinou que a Prevent Senior deposite R$ 1,92 milhão em juízo para o pagamento do tratamento de Carlos Alberto Reis, idoso de 61 anos. Ele ficou internado em um dos hospitais da rede e tomou remédios do “kit Covid”. A decisão é provisória e cabe recurso.

Em março de 2021, devido a esse atendimento, a família transferiu Carlos para o Hospital Israelita Albert Einstein em busca de um tratamento melhor. Ele ficou dois meses internados.

A decisão de condenar a Prevent Senior foi do juiz Guilherme Santini Teodoro, da 30ª Vara Cível, foi assinada na segunda-feira (27), mas publicada nesta quarta-feira (29). O dinheiro deverá ser depositado em até cinco dias.

Vale ressaltar que a decisão é em caráter liminar, não teve a presença da defesa da empresa e cabe recurso. O valor será destinado apenas para pagar o Einstein.

Teodoro avaliou que há “elementos indicativos de falha em atendimento médico-hospitalar” por parte da Prevent Senior, com base em relatórios médicos presentes nos autos.

“Aplicou-se ‘kit Covid’ e não se providenciou internação em UTI, recomendada pelo grave estado do paciente, inicialmente atendido em enfermaria do hospital Sancta Maggiore e depois, por intervenção de médico de confiança da família, em semi UTI”, escreveu o juiz na decisão.

por TV Cultura

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas