Sergio Moro: Tribunal quebra sigilo de processo

Investigação mira na relação de Moro com ama consultora americana

O ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas, permitiu a quebra de sigilo e o acesso aos processos sobre a atuação do ex-juiz Sérgio Moro na Lava Jato contra a Odebrecht. Um documento de despacho foi assinado por Dantas nesta terça-feira (18) e publicado no TCU.

O subprocurador-geral, Lucas Rocha Furtado realizou o pedido que mira na relação de Moro com a consultora americana Alvarez & Marsal.

Ex-juiz e ex-ministro Serio Moro, homem de pele branca, cabelos pretos, vestindo terno preto e gravata listrada, com camisa social cinza por baixo.
Sergio Moro, ex-ministro e ex-juiz (Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

A análise de Furtado é focada na a “apuração de prejuízos ocasionados aos cofres públicos pelas operações supostamente ilegais dos membros da Lava Jato de Curitiba e do ex-Juiz Sergio Moro, mediante práticas ilegítimas de revolving door, afetando a empresa Odebrecht S.A. e lawfare, com condução contra pessoas investigadas nas operações efetivadas no âmbito da chamada Operação Lava Jato.”

Na época, a empreiteira americana era cliente na consultoria do processo de recuperação judicial. O objetivo de Furtado é entender a atuação e apurar se o ex-juiz recebeu algum valor para informações privilegiadas sobre as ações penais.

Por TV Cultura

Você usa o Telegram?

Entre em nosso canal no Telegram e receba nossas atualizações de notícias direto no seu celular. Basta clicar aqui

Compartilhe notícia

Artigos Relacionados

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.