TJ cassa decisão e Gil Rugai voltará para a prisão

Gil Rugai foi condenado por assassinar o pai e a madrasta

O Tribunal de Justiça de São Paulo cassou uma decisão que determinava que Gil Rugai, condenado pela morte de seu pai e sua madrasta, pudesse progredir para o regime semiaberto. Com isso, ele terá que voltar ao regime fechado. A decisão do Tribunal atende a um pedido feito pelo Ministério Público de São Paulo.

A Justiça determinou ainda que Gil Rugai seja submetido a uma avaliação psicológica por meio de um teste de Rorschach.

Segundo o Ministério Público, o teste de Rorschach, popularmente conhecido como “teste do borrão de tinta”, é uma técnica de avaliação psicológica para identificar traços da personalidade de uma pessoa.

Gil Rugai é conduzido por policial ao deixar o IML.
Gil Rugai foi condenado pelo assassinato do pai e da madrasta (Arquivo/EBC)

Gil Grego Rugai foi condenado a uma pena de 33 anos, seis meses e 25 dias de reclusão, no regime inicial fechado, por dois homicídios qualificados praticados contra o pai, Luiz Carlos Rugai, e a madrasta, Alessandra de Fátima Troitino, em março de 2004. Ele também responde pelo crime de estelionato.

Em nota, a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) de São Paulo informou que a decisão do Tribunal de Justiça, que determinou a volta de Gil Rugai ao regime fechado, foi cumprida ontem (11) e ele se encontra preso na Penitenciária Masculina II de Tremembé.

Você usa o Telegram?

Entre em nosso canal no Telegram e receba nossas atualizações de notícias direto no seu celular. Basta clicar aqui

Compartilhe notícia

Artigos Relacionados

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.