Toffoli cita financiamento estrangeiro em atos antidemocráticos

Influência internacional aparece em quebra de sigilo bancário, diz ministro
Dias Toffoli, ministro do STF (Carlos Moura/STF)

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, afirmou que os inquéritos que apuram fake news e atos antidemocráticos descobriram que pessoas investigadas receberam financiamento de fora do país. O magistrado divulgou a informação neste domingo (21), em entrevista ao programa Canal Livre, da TV Bandeirantes.

“Não posso dar maiores detalhes a respeito, mas esse inquérito que combate as fake news e os atos antidemocráticos, em quebra de sigilos bancários, já identificou financiamento estrangeiro, internacional, a atores que usam as redes sociais para fazer campanhas contra as instituições, em especial o STF e o Congresso Nacional”, afirmou o ministro.

Notíciasrelacionadas

De acordo com Toffoli, que classificou o fato como “gravíssimo”, a descoberta foi feita no aprofundamento dos dados da investigação encabeçada pelo ministro Alexandre de Moraes.

“A história do país mostrou a que isso levou no passado. Financiamentos a grupos radicais, seja de extrema direita, seja de extrema esquerda, para criar o caos e desestabilizar a democracia em nosso país”, continuou o ministro, reforçando que não poderia dar mais detalhes, visto que a investigação está em curso. “É fundamental ir a fundo nesta questão”, completou.

Por TV Cultura

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eu concordo com os Termos e Condições e Política de Privacidade.

Notícias relacionadas

Orelhas & Tiaras

Mais - recentes

São Paulo