Operação prende fundador da rede Ricardo Eletro

MP e Secretaria da Fazenda Minas investigam lavagem de dinheiro e sonegação.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

A Polícia Civil prendeu na manhã de hoje (8) o fundador da rede Ricardo Eletro, Ricardo Nunes, em uma operação comandada pelo Ministério Público de Minas Gerais e pela Secretaria da Fazenda do Estado. A suspeita é de lavagem de dinheiro e sonegação de quase R$ 400 milhões nos últimos cinco anos.

(Waldir Pereira/TV Alterosa)

“A empresa já vem omitindo recolhimento de ICMS há quase uma década. Fiscalizamos há muito tempo, e a partir da decisão do STF de novembro de 2019, onde apropriação indébita é crime, iniciamos a operação. A empresa declara o débito que deve, mas não faz os pagamentos. Faz os parcelamentos, mas não cumpria”, disse ao jornal Estado de Minas, Antônio de Castro Vaz, superintendente regional da Fazenda. 

Na Grande São Paulo, policiais cumprem mandados na Capital e em Santo André, no ABC. Em Minas Gerais, origem da investigação, há cumprimento de mandados na Capital e região metropolitana de Belo Horizonte.

*Com informações de O Globo e Estado de Minas

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas