Após viagem aos EUA, Eduardo Bolsonaro testa positivo para covid-19

Eduardo Bolsonaro fez parte da comitiva que foi à Assembleia-Geral da ONU
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

O deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, está com covid-19. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (24/09) por vários sites brasileiros de notícias. O próprio Eduardo teria confirmado seu diagnóstico ao portal de notícias R7.

Eduardo, que estava em Nova York com a comitiva do presidente na ocasião da Assembleia-Geral da ONU, é o segundo membro da delegação a ser diagnosticado com a doença. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, teve resultado positivo em um teste feito ainda nos Estados Unidos, e somente poderá retornar ao Brasil após cumprir um período de isolamento.

Ao R7, Bolsonaro disse que fez o teste na quinta-feira e o resultado saiu nesta sexta. Ele afirma esta é sua primeira infecção e covid-19. 

“Na live de ontem, Jair Bolsonaro disse que duas pessoas, que são conhecidas da população, testaram positivo. Certamente, eu sou uma delas. A outra não sei quem é”, disse o deputado.

Em postagens no Twitter, ele aproveitou para criticar o passaporte sanitário, adotado por alguns países como medida de prevenção contra o coronavírus, ao permitir acesso a determinados serviços somente a pessoas vacinadas, e disse que já havia tomado a primeira dose da vacina contra a doença.

“Isso significa que a vacina é inútil? Não creio. Mas, é um argumento contra o passaporte sanitário”, escreveu o deputado.

Ele disse que está se sentindo bem e que já começou o tratamento contra a doença, mas não especificou o tipo de medicamentos que está recebendo. Assim com seu pai, Eduardo é um dos defensores do chamado tratamento precoce e do uso de medicamentos comprovadamente não eficazes contra a doença, como a cloroquina.

Tereza Cristina e Bruno Bianco também testam positivo

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, que não estava na comitiva do presidente, comunicou que também está com covid-19. Pelo Twitter, ela disse que cancelou todos os compromissos e que está bem e em isolamento, seguindo orientações médicas.

Na terça-feira, Cristina participou de um jantar com o embaixador do Reino Unido no Brasil, Peter Wilson.

Ainda nesta sexta-feira, o ministro da Advocacia-Geral da União (AGU), Bruno Bianco, também confirmo que testou positivo para o vírus. Bianco esteve na cerimônia de recondução do procurador-geral da República, Augusto Aras, na quinta-feira, em Brasília.

Por Deutsche Welle
as/rc (OTS)

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas