Bolsonaro exonera diretor-geral da PF indicado por Moro

Maurício Valeixo era indicação do ministro Sergio Moro.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Sergio Moro e Maurício Valeixo (PF/Reprodução)

O presidente da República, Jair Bolsonaro, exonerou hoje (24) o diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Leite Valeixo. Valeixo era indicado do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

A exoneração foi publicada no Diário Oficial da União.

Exoneração foi publicada na madrugada de hoje (Reprodução)

Ao longo dessa quinta-feira (23), a notícia de que Bolsonaro pretendia remover Valeixo do cargo provocou muita especulação e colocou Sergio Moro em uma posição de constrangimento. Jornais, ao longo do dia, chegaram a publicar que Moro havia pedido demissão.

O ex-juiz, que comandou a Lava Jato em Curitiba, teria colocado como condição para permanecer no cargo a manutenção do diretor-geral da PF. Apesar disso, Moro não se manifestou publicamente sobre o caso.

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas