Bolsonaro passa a noite internado após desconforto abdominal

Médicos devem reavaliar estado de saúde nesta terça

O presidente Jair Bolsonaro passou a noite desta segunda para terça-feira (29/03) no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, onde foi internado após sentir um desconforto abdominal, segundo informou o ministro das Comunicações, Fabio Faria.

Auxiliares do presidente citados pelo jornal O Globo afirmaram que o mandatário apresentou dores abdominais e refluxo, como já ocorreu em outras ocasiões, e foi levado ao hospital para realização de exames. A equipe médica decidiu, então, que o presidente passaria a noite no hospital, em observação.

Bolsonaro era aguardado num evento de filiação dos ministros Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) e Damares Alves (Mulher, Familia e Direitos Humanos) ao partido Republicanos. O deputado Marcos Pereira, presidente do Republicanos, informou aos participantes que o presidente deixou de comparecer para realizar exames.

A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, participou do evento e, ao final, declarou que o marido “está bem, graças a Deus”, segundo a imprensa.

Dependendo da avaliação médica, Bolsonaro deve viajar para Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, nesta terça.

Cirurgias e internações

Desde que sofreu um atentado a faca durante a campanha eleitoral de 2018, Bolsonaro passou por seis cirurgias, quatro delas ligadas à facada.

Em 6 de setembro de 2018, dia da facada, médicos colocaram uma bolsa de colostomia no então candidato. Dias depois, ele foi submetido a uma cirurgia de emergência para retirada de aderências que estavam obstruindo as paredes do intestino delgado.

Pouco mais de quatro meses depois, em janeiro de 2019, ele foi internado para a retirada da bolsa de colostomia e reconstrução do trânsito do intestino.

Em setembro de 2019, Bolsonaro foi operado para correção de uma hérnia na região do abdome. Esta foi a última cirurgia devido a ferimentos causados pela facada.

Em janeiro e setembro de 2020, ele foi internado e operado, respectivamente, para fazer uma vasectomia e para retirada de cálculo na bexiga.

Em julho de 2021, o presidente ficou quatro dias internado no hospital Vila Nova Star para tratamento de uma obstrução intestinal. Na época, os médicos cogitaram uma nova cirurgia, que foi descartada depois que o intestino do presidente voltou a funcionar normalmente.

No início deste ano, Bolsonaro ficou internado durante três dias no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, devido a uma obstrução intestinal, que também acabou se desfazendo sem a necessidade de cirurgia.

lf (DW, ots)

Você usa o Telegram?

Entre em nosso canal no Telegram e receba nossas atualizações de notícias direto no seu celular. Basta clicar aqui

Compartilhe notícia

Artigos Relacionados

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.