Bolsonaro responde nota de presidente da Anvisa

Presidente voltou a levantar suspeitas sobre a atuação da Agência
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Depois da nota do diretor-presidente da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) Antonio Barra Torres em tom de crítica às declarações de Jair Bolsonaro (PL) sobre a agência, depois que ela autorizou a vacinação infantil com o imunizante da Pfizer, o presidente declarou que “em nenhum momento” acusou o órgão de corrupção.

Em uma entrevista à Rádio Jovem Pan, o chefe do executivo se disse surpreso com o conteúdo da carta da Barra Torres.

“Carta agressiva. Não tinha motivo para aquilo. Eu falei, ‘o que está por trás do que a Anvisa vem fazendo?’. Ninguém acusou ninguém de corrupto (…) Quais segundas intenções, quais outras intenções da Anvisa? Não houve da minha parte nenhuma acusação, a palavra corrupção não saiu nenhum momento”, comentou.

Dois dias atrás, a nota do diretor-presidente da Anvisa trazia críticas à acusações de outros interesses, que não a proteção imunológica das crianças, de servidores da agência feitas por Bolsonaro em uma live.

“Se o senhor dispõe de informações que levantem o menor indício de corrupção sobre este brasileiro, não perca tempo nem prevarique, Senhor Presidente. Determine imediata investigação policial sobre a minha pessoa aliás, sobre qualquer um que trabalhe hoje na Anvisa, que com orgulho eu tenho o privilégio de integrar. Agora, se o Senhor não possui tais informações ou indícios, exerça a grandeza que o seu cargo demanda e, pelo Deus que o senhor tanto cita, se retrate”, escreveu Barra Torres.

Mesmo com a afirmação de que não quis acusar a Anvisa de corrupção, Bolsonaro voltou a questionar a decisão do órgão quanto à vacinação pediátrica.

“Eu não quero dizer aqui, acusar a Anvisa de absolutamente nada, agora que tem uma coisa acontecendo, isso não há a menor dúvida que vem acontecendo. Pode ver, pelo que estou sabendo agora, não é segredo pra ninguém, Anvisa vai deliberar sobre a CoronaVac para crianças a partir de 3 anos de idade, eu não sei o que acontecerá no final, mas Anvisa vai tomar sua posição. E, de uma forma ou de outra, vai sofrer críticas também”, declarou o presidente.

Por TV Cultura

Você usa o Telegram?

Entre em nosso canal no Telegram e receba nossas atualizações de notícias direto no seu celular. Basta clicar aqui

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Artigos Relacionados

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *