Comandantes da Marinha, Exército e Aeronáutica pedem demissão

Decisão foi comunicada em reunião realizada nesta terça-feira
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Jair Bolsonaro, Presidente da República, diante de militares das Forças Armadas
(Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O Ministério da Defesa informou, nesta terça-feira (30), que os Comandantes da Marinha, do Exército  da Aeronáutica serão substituídos.

A decisão foi comunicada em reunião, com presença do Ministro da Defesa nomeado, Braga Netto, do ex-ministro, Fernando Azevedo, e dos Comandantes das Forças. Em nota divulgada pelo Ministério não há informações sobre o motivo da saída dos comandantes. 

O anúncio ocorre um dia depois que o governo federal mudou o comando de seis pastas. As decisões do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afetaram os Ministérios da Justiça, Relações Exteriores, Defesa, Casa Civil, Secretaria de Governo e AGU (Advocacia Geral da União). 

Na última segunda-feira (29), Ernesto Araújo pediu demissão do comando do Ministério das Relações Exteriores. Depois, o então ministro da Defesa Fernando Azevedo e Silva anunciou em comunicado oficial que deixaria o cargo. Pouco depois, José Levi, ministro-chefe da Advocacia Geral da União, também pediu demissão.

Por TV Cultura

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas