Em viagem a Cuba, Lula testa positivo para covid-19

Ex-presidente cumpriu isolamento e já voltou ao Brasil
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Lula e Fernando Morais (Ricardo Stuckert/Instituto Lula)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva testou positivo para covid-19 durante viagem a Cuba, onde esteve para gravação de um documentário. Lula retornou hoje (21) ao Brasil, 30 dias após viajar, e já tendo cumprido o isolamento social de 14 dias.

O diagnóstico da doença ocorreu enquanto Lula estava em território cubano. “Seguindo as recomendações da OMS para viagens internacionais, o ex-presidente, sua mulher Janja, e os sete integrantes de sua comitiva foram submetidos a exames de diagnóstico da Covid19 no Brasil, antes de viajar, e na data da chegada a Cuba, em 21 de dezembro”, informa a assessoria do ex-presidente.

O teste foi refeito, por orientação e protocolo cubanos, no dia 26 de dezembro, confirmando que Lula estava contaminado.

“Todos os 9 membros da comitiva, exceto a jornalista Nicole Briones, tiveram diagnóstico positivo ao longo do monitoramento com RT-PCR. Todos permaneceram em isolamento sob vigilância sanitária, de acordo com diagnóstico, respeitando os protocolos do sistema de saúde cubano”, esclarece.

Como estava fora do Brasil, diz a assessoria, Lula preferiu não divulgar, preservando a família dele e dos demais integrantes da comitiva. “O médico infectologista, ex-ministro da Saúde e deputado federal Alexandre Padilha foi comunicado desde o início e acompanhou toda a evolução da doença, em contato direto e diário com os médicos cubanos, que prestaram assistência diuturnamente à toda delegação”.

O ex-presidente não precisou ser hospitalizado. O escritor Fernando Morais, que também participou da viagem, ficou 14 dias internado, mas já recebeu alta.

“Ao longo do acompanhamento, o ex-presidente foi diagnosticado em tomografia computadorizada com lesões pulmonares compatíveis com broncopneumonia associada à Covid19, apresentando excelente recuperação”, explica.

Lula agradeceu os cuidados que recebeu em Cuba, elogiou os profissionais de saúde do Brasil e aproveitou para criticar Jair Bolsonaro.

“E quero estender as minhas saudações a todos os profissionais de saúde que se esforçam para fazer o mesmo aqui no Brasil, apesar da irresponsabilidade do presidente da República e do ministro da Saúde”, disse o ex-presidente por meio de uma rede social.

Vacina

Lula também disse que é preciso dar um basta na ignorância e defendeu a vacinação como única forma de livrar a humanidade do coronavírus. “Estou preparado pra tomar a vacina, assim que tivermos vacina para todos. Sigo esperando minha vez na fila, com o braço à disposição para tomar assim que puder. E enquanto todos não se vacinam, vou continuar com máscara, sem aglomerações e passando muito álcool gel”, afirmou.

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas