Estado acusa deputados de invasão a hospital

Deputados alegaram que se tratava de fiscalização surpresa
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

A Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo emitiu uma nota neste sábado (17) afirmando que o deputado federal Kim Kataguiri (DEM/SP) e os deputados estaduais Ricardo Mellão (Novo) e Arthur do Val (Patriotas) “invadiram” o Hospital Geral de Guarulhos na tarde de sexta-feira (16). O parlamentares alegaram que estavam fazendo uma “fiscalização surpresa”. 

“Parlamentares invadiram o Pronto Socorro e tentaram acessar – à força – a área restrita do hospital para atendimento a casos graves de COVID-19, onde é permitida apenas a circulação de profissionais de saúde, promovendo aglomeração e risco à equipe e aos pacientes da ala”, diz a nota.

Além de noticiar o ocorrido, a Secretaria também critica os deputados alegando que isso não é uma postura esperada de uma autoridade pública. 

Kataguiri e do Val usaram as redes sociais para explicar a situação. O deputado federal criticou a Secretaria de Saúde e a chamou de mentirosa, pois eles não invadiram o hospital em Guarulhos. Ele ainda alega que toda a fiscalização foi feita com “educação, parcimônia e obedecendo os protocolos sanitários”.

Já o deputado estadual publicou um vídeo explicando como aconteceu a fiscalização e afirmou que foi ao hospital porque enviou emendas para ele. “Houve um choque de uma fiscalização surpresa com vídeo; as pessoas resistem e isso é normal, mas que em nenhum momento usamos de grosseria e violência”, alegou o parlamentar. 

O deputado Ricardo Mellão não se manifestou sobre o episódio.

Por TV Cultura

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas