Lira fala em “serenidade e consciência” ao conduzir caso da prisão de Daniel Silveira

Câmara decidirá se deputado ficará preso
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados (Michel Jesus/Câmara dos Deputados)

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), se manifestou sobre a prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), na última terça-feira (16), por meio de suas redes sociais.

Segundo a Constituição, “membros do Congresso Nacional não poderão ser presos, salvo em flagrante de crime inafiançável”, como foi o caso de Silveira. Desta forma, dentro de vinte e quatro horas, a Câmara irá decidir sobre a prisão, a partir do voto da maioria de seus integrantes.

Daniel Silveira passou a madrugada desta quarta-feira (17) detido na sede da Polícia Federal do Rio de Janeiro. Na última terça-feira (16), ele divulgou um vídeo em apologia ao AI-5 e defendeu o fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF). 

A prisão foi determinada pelo ministro Alexandre de Moraes, que decidiu que a ação deveria ser feita imediatamente. Pare ele, Silveira configurou crimes contra “a honra do Poder Judiciário e dos ministros do Supremo Tribunal Federal” e tal conduta também é prevista como crime na Lei de Segurança Nacional. O deputado foi levado por volta da 1h30 ao prédio da Superintendência da PF, após exames no Instituto Médico Legal (IML).

Por TV Cultura

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas