Políticos lamentam a morte cerebral do senador Major Olimpio

Senador pelo PSL de São Paulo não resistiu à covid-19
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Autoridades de diferentes Poderes da República manifestaram pesar pela morte do senador Major Olímpio (PSL-SP), 58 anos, ocorrida nesta quinta-feira (18). Olímpio teve morte cerebral após pouco mais de duas semanas lutando contra a covid-19. Ele estava internado em São Paulo. A informação foi divulgada pela família do parlamentar na conta de Twitter dele.

Em nota oficial, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), lamentou a notícia, que classificou como “devastadora”. Ele destacou a boa relação que tinha com o parlamentar paulista.

Autoridades de diferentes Poderes da República manifestaram pesar pela morte do senador Major Olímpio (PSL-SP), 58 anos, ocorrida nesta quinta-feira (18). Olímpio teve morte cerebral após pouco mais de duas semanas lutando contra a covid-19. Ele estava internado em São Paulo. A informação foi divulgada pela família do parlamentar na conta de Twitter dele.

Em nota oficial, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), lamentou a notícia, que classificou como “devastadora”. Ele destacou a boa relação que tinha com o parlamentar paulista.

Rodrigo Pacheco, presidente do Senado
(Marcelo Camargo/Agência Brasil)

“Lamento a notícia devastadora sobre o falecimento, nesta tarde (18), do senador Major Olímpio, mais uma vítima da covid-19. Conheci Olímpio na Câmara dos Deputados, quando exercemos mandatos de deputados federais na legislatura passada. Entramos juntos no Senado Federal em 2019, ele de São Paulo e eu de Minas. Brincávamos nos corredores da Casa sobre a política do café-com-leite, momento da história do nosso país vivido em nossos estados. Pensávamos diferente em diversas situações, mas gostávamos e respeitávamos um ao outro. No dia de hoje perdemos todos. Perdemos um companheiro de trabalho, perdemos um trabalhador, perdemos um amigo. Perdemos mais um brasileiro”, escreveu Pacheco.

Durante a sessão do Supremo Tribunal Federal (STF), o presidente da Corte, ministro Luiz Fux, disse que ligou para o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, e manifestou solidariedade à Casa pela morte de Major Olímpio.

“Foi um parlamentar combativo em relação aos valores morais, institucionais do estado de direito e da legalidade democrática”, afirmou.

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), também se manifestou. “É com profundo pesar que recebo a notícia do falecimento do senador Major Olímpio na tarde desta quinta-feira. Meus sinceros sentimentos aos familiares e amigos.”

O vice-presidente Hamilton Mourão usou as redes sociais para se manifestar sobre a morte. “Com pesar, solidarizo-me com a família e amigos do nosso Senador Major Olímpio, enviando-lhes minhas condolências. Força e fé.”

Também pelo Executivo, alguns ministros se manifestaram, como o titular das Comunicações, Fábio Faria. “Meus sinceros sentimentos aos familiares e amigos do Senador Major Olímpio. Que Deus os conforte neste momento difícil.”

Em nota, o ministro da Economia, Paulo Guedes, lamentou a notícia da morte cerebral do senador Major Olímpio. “Sincero, idealista e combativo, Major Olímpio teve uma relevante trajetória política, exercendo mandatos de deputado estadual em São Paulo, deputado federal e senador. O ministro se solidariza com a família e expressa seus sentimentos de amizade e gratidão pelas contribuições do senador ao avanço institucional do país.” 

O ministro da Cidadania, João Roma, prestou solidariedade à família e aos amigos do senador. “Recebi com consternação a notícia do falecimento do senador Major Olímpio. Que Deus conforte a família e os amigos neste momento de dor e tristeza.”

Titular da pasta da Infraestrutura, Tarcísio Freitas foi outro que se pronunciou pelas redes sociais para comentar a morte de Major Olímpio. “Lamento muito a morte do senador Major Olímpio, com o qual sempre mantive um convívio respeitoso. Que a sua família tenha força nesse momento difícil e que Deus o receba pela Sua infinita misericórdia”, postou. 

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente da República, também postou uma mensagem para comentar sobre a morte do senador. “Em que pese termos diversas discordâncias, não torço pela morte de ninguém. Que Deus conforte a família e amigos do Senador Major Olímpio neste difícil momento.”

Por Pedro Rafael Vilela – Repórter da Agência Brasil 

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas