Risco de colisão: Avião com vacinas se aproxima de Boeing da Gol

Incidente aconteceu na aproximação do Boeing em Curitiba
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Na última terça (19), o avião monomotor que transportava vacinas contra a Covid-19 para Londrina e um Boeing 737 que iria pousar em Curitiba quase se chocaram no ar. Os aeroplanos estiveram a 25 segundos de uma potencial colisão. A situação aconteceu próximo do aeroporto Afonso Pena, na região metropolitana de Curitiba.

Um Boeing da Gol, vindo de Guarulhos, realizava o processo de pouso em Curitiba quando um avião Grand Xaravan, do governo paranaense, se aproximou de forma perigosa depois de realizar uma curva para o local errado. 

A separação vertical entre as duas aeronaves foi de cerca de 358 metros, enquanto o avião da Gol descia e o Xaravan subia. 

O controle de tráfego aéreo orientou que o Boeing realizasse imediatamente um procedimento de arremetida com curva para a direita, ao perceber que a situação poderia resultar em um acidente.

O ocorrido vai ser investigado pelo Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos). O órgão irá averiguar qual foi a causa do avião monomotor ter realizado um procedimento de saída errado.

Em nota, o governo do Paraná ressaltou que não houve um “acidente”, mas sim um “incidente” e ressaltou que, “dentro da dinâmica da aviação, foram tomadas as medidas técnicas mitigadoras para manter a segurança de voo.

O governo também declarou que o piloto automático Grand Xaravan apresentou uma atitude “inesperada” curvando à direita. Quando a informação de tráfego aéreo foi recebida pelos pilotos, o piloto automático foi desacoplado e foi retomado o procedimento de decolagem sem o equipamento.

Por TV Cultura

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas