Estado inaugura CDP com capacidade para 823 presos

São Paulo tem um terço dos presos do Brasil.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(Governo do Estado de SP/Reprodução)

Foi inaugurado nesta terça-feira (3), em Paulo de Faria, interior de São Paulo, o Centro de Detenção Provisória (CDP). A unidade prisional teve investimento de R$ 51,3 milhões, com R$ 21,7 milhões do Governo Federal por meio do Departamento Penitenciário Nacional, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, e o restante do Governo do Estado.

O local tem capacidade para abrigar 823 detentos em regime fechado nos 11.514,18 metros quadrados de área construída.

(Governo do Estado de SP/Reprodução)

“Este é o maior sistema prisional do país. São Paulo tem 238 mil presos. É um terço de todo o Brasil”, disse o governador João Doria.

A inauguração contou com a presença do Secretário da Administração Penitenciária, Nivaldo Cesar Restivo. A nova unidade está localizada na Rodovia Armando Salles de Oliveira (SP-322), KM 528+950m.

A unidade foi entregue totalmente automatizada, com sistema desenvolvido 100% por técnicos da Secretaria da Administração Penitenciária. A abertura e o fechamento das portas são feitos sem que os funcionários tenham contato direto com a população carcerária.

A nova unidade conta também com todos os equipamentos de segurança, incluindo equipamento de raios-x, portal detector de metal e escâner corporal.

O Centro de Detenção Provisória é um estabelecimento para presos que aguardam julgamento. Esta unidade foi projetada com características diferenciadas, aproveitando as experiências dos que já estavam em funcionamento.

Os novos CDPs têm pavilhões de trabalho e de serviço como cozinha industrial (onde os próprios presos preparam os alimentos), salas de aula, além de inclusão, saúde, lavanderia e padaria (setores já existentes nas penitenciárias), incluindo sistema de rampas de acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida e banheiros acessíveis.

*Com informações do Governo do Estado de SP

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas