Associações entregam ao Estado proposta para evitar fechamento das Casas da Agricultura

Estado havia anunciado intenção de fechar 574 unidades
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Associações que atuam na extensão rural de São Paulo entregaram ao Governo do Estado um estudo e uma proposta para evitar o fechamento das Casas da Agricultura e para fortalecer as estruturas que prestam assistência gratuita aos agricultores paulistas. A entrega dos documentos havia sido acertada, no começo de novembro, em uma reunião entre Associação Paulista de Extensão Rural (APAER) e a Associação dos Assistentes Agropecuários do Estado de São Paulo (Agroesp) com o secretário de Agricultura e Abastecimento, Gustavo Junqueira.

Desde agosto, quando o Estado anunciou a intenção de fechar as 574 Casas da Agricultura, a Secretaria passou a ser alvo de críticas, e associações do setor se mobilizaram contra a extinção das unidades. 

“Não podemos deixar essa crise na Secretaria de Agricultura e Abastecimento (SAA) prejudicar o agricultor do Estado, principalmente os pequenos, agricultores familiares, que não têm condições de pagar pelo serviço de extensão rural”, alerta Antônio Marchiori, presidente da APAER.

O estudo elaborado pela associação e apresentado ao Estado contempla a vocação produtiva de cada região de São Paulo, além de apontar áreas socialmente mais vulneráveis. Com base nesse raio-x, a Apaer propõe o fortalecimento das Casas da Agricultura e da Cati, que são referências para o produtor paulista.

“Recorremos a inúmeros profissionais para a construção dessa proposta, com a participação de professores renomados nas áreas de extensão rural e extensão florestal da Esalq/USP, Unicamp, Unesp Jaboticabal e UFSCar. Esperamos que a SAA consiga absorver as ideias e implantar uma reforma que valorize a agricultura familiar do Estado”, afirma Marchiori.

Deputados

Representantes das associações reunidos com deputados da Alesp (Divulgação)

Representantes das associações também estiveram, terça-feira (15), na Assembléia Legislativa de São Paulo (Alesp) para uma reunião com integrantes da Frente Parlamentar da Agricultura. Os deputados Fernando Cury (CIDADANIA) e Barros Munhoz (PSB), além do deputado Reinaldo Alguz (PV), que tem atuado, desde o início, para que a reforma na SAA não afete o atendimento aos agricultores de São Paulo, receberam uma cópia da proposta formulada pelas entidades. 

“Nós estamos conversando com os diversos segmentos da secretaria para fazermos uma proposta que seja a ideal para a Secretaria, para Agricultura de São Paulo, para os servidores e, sobretudo, para o progresso e o desenvolvimento da nossa terra, e o bem-estar da nossa gente”, comentou o parlamentar Barroz Munhoz.

Os deputados defenderam, durante encontro com as associações, que o orçamento da Secretaria de Agricultura e Abastecimento seja ampliado. 

“Hoje, a Secretaria Paulista tem o segundo pior orçamento quando comparado a outros Estados do país. Fica a frente apenas do Rio de Janeiro, que é um Estado bem menor que São Paulo em dimensões territoriais”, finaliza Marchiori.

Mais informações:

https://apaerextensao.wixsite.com/apaer

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas