Estado lança campanha para combater evasão escolar

Influenciadores digitais contribuem com o projeto
(André Bueno/Câmara Municipal de SP)

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo lançou hoje (2) a campanha de busca ativa e combate ao abandono escolar dos estudantes da rede estadual de ensino, em conjunto com os criadores de conteúdo do aplicativo TikTok e da produtora KondZilla. O objetivo é, com a ajuda de influenciadores digitais e falando a linguagem dos jovens, informar o máximo de estudantes sobre as potencialidades do Centro de Mídias SP e como eles podem entregar as atividades, além de reforçar a importância da continuidade dos estudos e da retomada das atividades presenciais nas cidades onde já é possível. 

“O Kond [produtor Konrad Dantas] se transformou numa grande produtora e comunicadora que chega no jovem em um linguajar que muitas vezes nós não conseguimos. Queremos ter uma forma de comunicação para ter essa construção de algo que seja mais perene. Todos remando juntos pela educação. Além disso, queremos incentivar a entrega de atividades dos alunos, e a campanha seguirá constante durante o mês de dezembro”, disse o secretário estadual da Educação, Rossieli Soares.

Notíciasrelacionadas

Entre os criadores de conteúdos participantes da campanha estão Esdras Saturnino, Michel Brito, Yasmin Brossi, Caio Pericinoto, Rayl Simon e Fernanda Evan.  

“É fundamental que o jovem não desperdice a oportunidade de estudar, este é o momento de se preparar para a construção de um futuro. Muitos jovens querem dar uma vida confortável aos pais, assim como eu, e só é possível se preparar para isso através da educação. Não tem outra maneira”, disse o produtor Konrad Dantas, no lançamento da campanha.

O Centro de Mídias SP foi inaugurado em abril para ampliar a oferta aos alunos de uma educação mediada por tecnologia, mesmo com a suspensão das atividades presenciais. Por meio de dois aplicativos e dois canais abertos de televisão, são oferecidos conteúdos de todas as disciplinas aos alunos de todos os ciclos de ensino matriculados na rede estadual. Pelos aplicativos os estudantes podem acompanhar aulas ao vivo e interagir com os professores e colegas.

Por Flávia Albuquerque – Repórter da Agência Brasil

Notícias relacionadas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eu concordo com os Termos e Condições e Política de Privacidade.

Orelhas & Tiaras

Mais - recentes

São Paulo