‘Férias Seguras’: Ipem-SP encontra irregularidades em produtos

Na Capital, o Ipem-SP fiscalizou oito estabelecimentos
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(Ipem-SP/Reprodução)

O Ipem-SP (Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo), encontrou irregularidades em itens que podem comprometer a segurança das férias, vendidos no comércio virtual. Os fiscais encontraram erros em pneus para motocicletas, dispositivos de retenção para crianças, grill elétrico, churrasqueiras elétricas, colchões de espuma e molas. A inspeção faz parte da operação Férias Seguras, realizada pelo Instituto entre 5 e 8 de julho.

Além do comércio online, fiscais também inspecionaram 49 estabelecimentos, sendo na oito Capital e 33 no interior do Estado. Na internet, foram realizadas 33 fiscalizações em sites de comércio virtual e constatadas 20 irregularidades, que representam 82% das falhas. Neste caso, a irregularidade constatada é a falta das informações referentes à certificação do produto, ou as informações que constam no selo do Inmetro, ao consumidor. 

“A operação Férias Seguras teve como finalidade coibir a comercialização de produtos que não tenham evidenciado a sua conformidade aos requisitos mínimos de segurança, como pneus novos para motocicletas, dispositivos de retenção para crianças, grill elétrico, grelhas e churrasqueiras elétricas, bem como aos requisitos mínimos de desempenho, como colchões de mola e colchões de espuma”, explica em nota o superintendente do Ipem-SP, Ricardo Gambaroni.   

As empresas autuadas pelo Ipem-SP têm dez dias para apresentar defesa ao órgão. De acordo com a lei federal 9.933/99, as multas podem chegar a R$ 1,5 milhão.  

Ipem-SP     

O Ipem-SP é uma autarquia vinculada à Secretaria da Justiça e Cidadania do Governo do Estado de São Paulo e órgão delegado do Inmetro. 

Com uma equipe de fiscalização formada por especialistas e técnicos, realiza diariamente, em todo o Estado de São Paulo, operações de fiscalizações rotineiras em balanças, bombas de combustíveis, medidores de pressão arterial, taxímetros, radares, capacetes de motociclistas, brinquedos, cadeiras de carro para crianças, peças de roupa, cama, mesa e banho, botijões de gás, entre outros materiais. 

É seu papel também proteger o consumidor para que este leve para casa a quantidade exata de produto pela qual pagou. Quem desconfiar ou encontrar irregularidades pode recorrer ao serviço da Ouvidoria, pelo telefone 0800 013 05 22, de segunda a sexta, das 8h às 17h, ou enviar e-mail para: [email protected].

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas