Intelectual conservador, Eduardo Negrão é nomeado em Marília

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Negrão em encontro com o deputado Eduardo Bolsonaro

Seguindo a tendência conservadora que varre o país, o prefeito de Marília, Daniel Alonso (PSDB), nomeou o escritor e militante bolsonarista, Eduardo Negrão como Secretário-Adjunto de Administração, naquela municipalidade.

Questionado pela reportagem, Negrão afirmou que “depois de 16 anos de petralhas e suas linhas auxiliares, o estado de São Paulo disse um não à esquerda. Não só votando maciçamente no Bolsonaro, mas também barrando o candidato socialista ao governo, Márcio França”.

Conhecido nacionalmente por seus livros e coordenação de campanhas eleitorais, Negrão disse que chegou a hora de um retorno aos valores cristãos e cívicos que tornaram o Brasil grande. “Os alunos devem voltar a respeitar os professores, bandidos tem que temer a polícia e os políticos agirem como servidores públicos e não o contrário como vinha acontecendo”, disse ele.

O prefeito Daniel Alonso já deu exemplo recusando um aumento, já aprovado, em seu salário dias atrás. “Num momento onde até o STF quer se locupletar com lagostas e vinhos raros, um exemplo de austeridade como esse é digno de elogios”, destaca o escritor.

Eduardo Negrão ainda vai ter que dividir seu tempo entre a administração em Marília e seu novo livro que está escrevendo por sugestão do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) sobre a Direita no Brasil.

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas