Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

Promotoria quer fechar lar particular de idosos

Asilo teria negligenciado cuidado em relação a Covid-19.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

O Ministério Público de São Paulo (MPSP) ajuizou ação civil pública para impedir o funcionamento da Casa Bem Estar, clínica particular de longa permanência de idosos, após constatar a omissão da administração quanto a medidas de combate à covid-19, que resultou em pelo menos nove mortes. De acordo com a promotoria, a proprietária Tamirez Carvalho de Barros Roldan descumpriu regras de isolamento social e outras orientações repassadas no fim de março pela Secretaria Municipal de Saúde.

A Casa Bem Estar mantém duas unidades, uma localizada no centro da cidade e outra no bairro Jardim Santana, que, segundo o MP, está funcionando sem alvará. No entendimento do órgão, a displicência da empresária foi verificada em ambos os endereços e caracteriza os crimes de imprudência e negligência. Na ação, aberta nesta segunda-feira (18), o MP estabeleceu prazo de até 15 dias para que todos os residentes sejam retirados das unidades e levados para outras casas de repouso ou para a residência de familiares.

Para saber se as recomendações estavam sendo rigorosamente cumpridas, no dia 5 deste mês, a Vigilância Sanitária e Epidemiológica de Itu inspecionou a unidade do centro. Naquela data, viviam ali 40 idosos, com idade entre 76 e 98 anos.

Durante a inspeção, os fiscais observaram que a administração não isolou adequadamente o idoso que apresentava sintomas de covid-19, mantendo-o em acomodação compartilhada com residentes saudáveis. A secretaria chegou a classificar a situação na clínica como surto de covid-19 e, por isso, determinou intervenção no atendimento prestado pela entidade, com a disponibilização de profissionais de enfermagem para atuar no monitoramento e controle dos residentes e funcionários.

Até sexta-feira (15), morreram oito residentes da unidade, com suspeita de infecção por Sars-CoV-2. Um novo óbito foi noticiado pela imprensa local, subindo para nove o número de vítimas, até o momento. 

No documento em que detalha a ação instaurada, o MPSP diz que, ao que tudo indica, foi uma funcionária da Casa Bem Estar que iniciou o ciclo de transmissão no local. A suspeita de contágio foi comunicada à Vigilância Epidemiológica e Sanitária (Visa) no dia 29 de abril. Apenas quatro dias depois, morreu o primeiro idoso, José Benedito de Barros Mello, de 65 anos.

Em 7 de maio, a Visa realizou vistoria na segunda unidade da rede, situada no bairro Jardim Santana. Na data, 30 idosos, com idade entre 64 e 101 anos, residiam na unidade. Como nas demais inspeções, a equipe de fiscais identificou irregularidades, incluindo a falta de distribuição de máscaras de proteção e de atendimento médico a uma residente sintomática.

Além de pedir a transferência dos residentes, o MPSP estipulou multa diária de R$ 10 mil, em caso de descumprimento dos termos da liminar, cujo valor deverá ser revertido em benefício do Conselho Municipal da Pessoa Idosa.

A Agência Brasil procurou a administração da Casa Bem Estar, por telefone e por e-mail, mas não teve resposta até o fechamento da reportagem.

Outros municípios

Em nota publicada na última sexta-feira, a prefeitura de Itu anunciou o início da testagem para covid-19 de internos e funcionários de todas as clínicas de longa permanência existentes no município. Sem mencionar nominalmente a unidade do centro da Casa Bem Estar, a prefeitura disse que os testes confirmaram a contaminação de “100% dos internos” da instituição, além de nove funcionários. O município já registra 86 casos confirmados da doença e 14 óbitos.

Itu não é o único município do estado de São Paulo que registra casos de infecção de covid-19 e mortes entre idosos que residem em casas de repouso. O MPSP tem mapeado essas ocorrências, reunindo as informações em levantamento elaborado pelo Centro de Apoio Operacional Cível.

Em território paulista, outro caso que ganhou repercussão foi o do Lar Betel, em Piracicaba, no qual a propagação da covid-19 também forçou o deslocamento dos residentes; nesse caso, para um hotel. Balanço divulgado ontem (18), pela administração da casa de repouso informa que nove internos morreram em decorrência da doença.

Por Letycia Bond – Repórter da Agência Brasil 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Últimas - notícias

Orelhas & Tiaras

Play
Play
Play
previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

Podcast

SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
As últimas notícias de São Paulo e do Brasil.
As manchetes dos principais jornais do país
by SPAGORA

Você vai ouvir na voz do repórter Paulo Édson Fiore as manchetes dos principais jornais brasileiros.

As manchetes dos principais jornais do país
Comandante da PM afasta policial após ele apreender carro de vereadora
As manchetes dos principais jornais do país

Outras - notícias

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest