Com Covid-19, grávida dá a luz e espera 8 dias para conhecer a filha

Grávida chegou a ficar em coma por 16 dias. Criança segue internada
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Daiane e o marido ao lado de Ayla Vitória na Unidade de Terapia Intensiva Infantil
(Unimed Catanduva/Divulgação)

Após 27 dias internada, a dona de casa Daiane Cristina da Cruz, 32 anos, recebeu alta nesta esta semana e pode, finalmente, conhecer a filha recém-nascida. Daiane estava grávida quando foi diagnosticada com Covid-19, doença provocada pelo Coronavírus.

No dia 14 de agosto ela foi levada para o Hospital Unimed São Domingos, em Catanduva, no interior de São Paulo. Chegou a ficar em coma por 16 dias, até que no começo do mês, com 27 semanas de gestação, deu à luz a pequena Ayla Vitória. A cesárea foi necessária para preservar a vida de mãe e filha. 

Primeiro encontro

O primeiro encontro entre mãe e filha ocorreu oito dias após o parto.

“Após vê-la, fiquei muito feliz. Eu venci a Covid e, graças a Deus, estou bem. Fiquei alguns dias intubada com uma lesão grave no pulmão, mas me recuperei. Agora, nossa próxima etapa é buscar nossa princesa Ayla”, disse Daiane ao receber alta médica.

Apesar do quadro estável, a pequena Ayla ainda permanece internada na Unidade de Terapia Intensiva Infantil. Ela nasceu com 35 centímetros, pesando 1,2 quilo.  

O pai de Ayla, José Marcos da Silva, diz que este é mais um desafio que a família irá vencer. Ele e outra filha do casal, Anahi Vitória, de 9 anos, também tiveram Covid, mas com sintomas leves.  “No começo foi tudo muito difícil, conseguia notícias somente por telefone”, comenta ao elogiar a equipe que atendeu a esposa.

(Unimed Catanduva/Divulgação)

*Com informações da Unimed Catanduva

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas