Vigilância flagra seis festas clandestinas em Campos do Jordão

Blitz também inspecionou estabelecimentos da Capital
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Equipes da Vigilância Sanitária Estadual e Municipal realizaram uma ação conjunta na madrugada deste sábado (05), em Campos do Jordão. Foram inspecionados 51 estabelecimentos, sendo um deles autuado por descumprir as regras do Plano SP.

As forças policiais estaduais apoiaram ações do município, atuando durante a madrugada na desmobilização de seis festas clandestinas. Os organizadores foram identificados e autuados de acordo com a legislação municipal.

A Prefeitura instalou gradis no centro do bairro de Capivari com objetivo de restringir o acesso das pessoas e assim evitar aglomeração. Também têm sido utilizados alto falantes para reforçar as orientações à população. As ações dos agentes estaduais e municipais continuam.

Vídeos postados nas redes sociais mostram pessoas aglomeradas

Outras ações no Estado

Além da ação em Campos do Jordão, a equipe da força-tarefa também participou de inspeções na capital.

No total, 25 estabelecimentos foram inspecionados e orientados. Seis deles foram autuados por descumprimento de horário de funcionamento e aglomeração. As ações aconteceram nos bairros do Belenzinho, Interlagos, centro, Itaim Bibi, Vila Madalena e Ipiranga.

Comitê de Blitze

Criado no dia 12 de março, em parceria com a Prefeitura de São Paulo, o Comitê de Blitze tem como objetivo reforçar as fiscalizações e o cumprimento das medidas restritivas da fase emergencial e evitar a propagação do coronavírus.

Integram o Comitê agentes da Guarda Civil Metropolitana e da Covisa (Coordenadoria da Vigilância Sanitária) pela Prefeitura de São Paulo. Pelo Governo do Estado, atuam profissionais da Vigilância Sanitária, Procon e das polícias Civil e Militar.

Qualquer pessoa pode denunciar festas clandestinas e funcionamento irregular de serviços não essenciais pelo telefone 0800-771-3541 e também no site www.procon.sp.gov.br ou pelo e-mail [email protected], do Centro de Vigilância Sanitária.

Por Gov. de SP

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas