Santos chega a 1.773 casos e 93 mortes por covid-19

A Seção de Vigilância Epidemiológica (Seviep) recebeu, nesta segunda-feira (18), 164 resultados positivos entre munícipes, passando o total de 1.609 para 1.773 (+10,1%).
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Santos registrou, nas últimas 24 horas, o maior número de confirmações da covid-19, desde os primeiros registros na Cidade há quase dois meses (em 23 de março). A Seção de Vigilância Epidemiológica (Seviep) recebeu, nesta segunda-feira (18), 164 resultados positivos entre munícipes, passando o total de 1.609 para 1.773 (+10,1%).

Anteriormente, a maior quantidade de casos, no intervalo de um dia, foi registrada em 8 de maio (139 confirmações). Do total de novos casos confirmados, seis deles são de pessoas que faleceram, sendo duas mulheres (48 e 78 anos) e quatro homens (55, 57, 70 e 77 anos), cujos óbitos ocorreram entre os dias 5 e 17 de maio. Desde o início da pandemia, houve 93 óbitos de residentes pela covid-19. Outros 32 suspeitos estão em investigação e aguardam resultados laboratoriais para confirmar ou descartar o diagnóstico.

HOSPITALAR
Nesta segunda-feira (18), o número de pessoas com sintomas da covid-19 internadas na rede hospitalar da Cidade passou de 381 para 386 (+1,3%). São 195 munícipes de Santos (50,5%) e 191 de outras cidades (49,5%). Há 170 pacientes em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), um a menos do que no domingo (17). A maior parte dos internados em UTI reside em outras cidades: 94 pacientes (55,3%). Os munícipes de Santos são 44,7% do total (76 pacientes).

A taxa de ocupação dos 208 leitos de UTI adulto, na rede local, está em 79%. No SUS, a taxa é um pouco maior (80%).

*Com informações da Prefeitura de Santos

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas