Santos removeu mais de 250 pessoas de áreas de risco

A maioria das vítimas está em abrigos municipais de Santos.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(Governo do Estado de SP/Reprodução)

Desde a madrugada da última segunda (2), mais de 250 pessoas foram convencidas pela Defesa Civil de Santos, no litoral de São Paulo, a deixarem os locais instáveis. Destas, 169 estão em abrigos municipais. O restante decidiu ir para casa de parentes.

Na manhã desta quarta foi realizado um sobrevoo nas regiões afetadas, o que contribuiu para ampliar o monitoramento da situação. Estiveram presentes técnicos e geólogos da Defesa Civil, entre outras autoridades.

As informações apuradas vão se somar às ações emergenciais que já estão em andamento, como remoção de resíduos de deslizamentos, como entulho, terra e vegetação. Também puderam ser avaliados pontos que precisam de intervenções e obras.



O coronel Alexandre Lucas, secretário nacional de Defesa Civil, esteve em Santos durante a tarde e recebeu do prefeito Paulo Alexandre Barbosa uma solicitação formal de recursos para obras de reconstrução de áreas afetadas em morros da Cidade. 

“Os desastres foram decorrentes de um fenômeno natural muito sério e logicamente nós temos que estar juntos com a Prefeitura e Governo do Estado para ajudarmos a recuperar as áreas assoladas pelo desastre”, disse o representante do governo  Federal.

*Com informações da Prefeitura de Santos

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas