Santos se prepara para a retomada dos cruzeiros

Plano de ação estabelece regras para casos de covid-19 nos cruzeiros
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(Pref. de Santos)

Santos, no litoral de São Paulo, se prepara para a retomada dos cruzeiros marítimos. A prefeitura da cidade lançou um plano operacional para assegurar a infraestrutura necessária de saúde, segundo o que é exigido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A Anvisa determina que cada cidade, segunda comunicado da prefeitura, necessita de uma estratégia para dar suporte às regras nacionais com relação aos eventuais casos de covid-19 que possam ser identificados entre os passageiros e tripulantes dos navios.

“A secretaria de saúde e a Anvisa sempre atuam em parceria em questões sanitárias que envolvem o Porto de Santos, que é uma área federal”, afirma em comunicado Adriano Catapreta, secretário municipal de saúde.

Em nota à imprensa, Santos afirma que “ao detectar caso de covid-19, de pessoa sintomática ou assintomática, caberá ao navio de cruzeiro ou agente marítimo informar município, Estado e Anvisa sobre essa situação e a necessidade de desembarque”. Um relatório médico, emitido pelo profissional a bordo, deve conter detalhes das condições do paciente.

“Assintomáticos ou com sintomas leves permanecerão em isolamento na embarcação até o desembarque no porto de origem para o retorno a sua residência”, afirma o comunidado.

Quem necessitar de internação será encaminhado para hospital privado, da rede conveniada da empresa marítima, diz a prefeitura. “O transporte será providenciado pela companhia de cruzeiros, em ambulância ou veículo com motorista fazendo uso de equipamentos de proteção individual (EPIs) e protocolos de higienização, além de previamente testado”.

Passageiros ou tripulantes que necessitarem de quarentena ou isolamento serão encaminhados ao hotel conveniado à empresa marítima ou companhia de seguros, onde permanecerão até o término do período. “Quem não cumprir o período de quarentena e desejar retornar para a sua residência, deve assinar um termo de responsabilidade”.

Passageiros e tripulantes hospitalizados serão acompanhados por equipe especializada e designada pela empresa marítima ou companhia de seguros, sob supervisão do Município e do Estado.

Quem estiver hospedado em hotel será acompanhado por equipe de saúde e representantes da empresa marítima e da companhia de seguros, que farão contato diário para atualização do quadro clínico. Todos assinarão termo de responsabilidade para o cumprimento das regras de isolamento. O hotel também ficará com a responsabilidade de cumprimento das regras sanitárias para o isolamento.

Em caso de óbito, a companhia marítima será responsável pela remoção e translado dos corpos.

Passageiros e tripulantes saudáveis, que desembarcam na cidade, serão supervisionados pelo município, seguindo os protocolos locais nos transportes, restaurantes, atrações, comércios, entre outros locais.

A prefeitura avalia o cenário epidemiológico e, em caso de impossibilidade das operações, informa ao Estado e este, à Anvisa, para a adoção das medidas pertinentes à situação epidemiológica. “Após os desembarques, o município deve monitorar casos de covid-19 possivelmente associados a cruzeiros que tenham pacientes e/ou tripulantes internados ou em isolamento”, complementa, destacando que os casos serão repassados imediatamente ao Estado.

“Desde que o governo federal autorizou a temporada de cruzeiros marítimos no Brasil, participamos de uma série de reuniões com o Ministério da Saúde, a Anvisa e outros municípios que recebem os navios para a construção dos protocolos de segurança necessários para a retomada dessa atividade”, destaca Ana Paula Valeiras, chefe do Departamento de Vigilância em Saúde de Santos.

Você usa o Telegram?

Entre em nosso canal no Telegram e receba nossas atualizações de notícias direto no seu celular. Basta clicar aqui

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Artigos Relacionados

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.