São Sebastião exige teste de covid-19 para hóspedes

Cidade no litoral norte tem 35 pacientes vítimas da doença
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(Pref. de São Sebastião)

A prefeitura de São Sebastião, no estado de São Paulo, determinou que os hóspedes que forem fazer check-in nas pousadas e hotéis da cidade só poderão permanecer se apresentarem exame negativo para covid-19. 

Será válido o teste RT-PCR realizado 48 horas antes da chegada à cidade. O documento deverá ser adicionado à ficha do hóspede para o caso de fiscalização. A regra consta do decreto municipal nº 8152/2021, que também determina que os hotéis e pousadas funcionem com ocupação máxima de 40% de sua capacidade.

Segundo o decreto, o descumprimento das regras pode resultar em sanções administrativas, cíveis ou criminais, como interdição, lacração e cassação de alvará de licença e funcionamento, com aplicação de penalidades. 

O decreto foi assinado pelo prefeito Felipe Augusto, na última segunda-feira (22), para estabelecer novas regras durante a Fase Emergencial do Plano SP, visando conter a expansão do novo coronavírus no município.

A prefeitura determinou, ainda, a realização de barreiras sanitárias nas divisas da cidade com testagem em massa dos ocupantes dos veículos que entram no município. Aqueles que apresentarem o laudo laboratorial impresso com o resultado negativo serão liberados para entrar. 

Punições

Caso o teste nas barreiras indique que o visitante está positivo para a covid-19, será proibida a sua entrada, sob pena de responder por crime contra a saúde pública e crime de desobediência, contidos no Código Penal Brasileiro, combinado com as demais legislações estaduais e municipais.

Nas últimas 24 horas, a prefeitura de São Sebastião registrou 218 atendimentos relacionados a sintomas de covid-19, sendo 109 no Pronto Socorro Respiratório Central e 109 no Pronto Atendimento  Respiratório de Boiçucanga, costa sul do município. A cidade tem 35 pacientes internados para tratamento de covid-19, sendo que a ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) é de 60%.

“São Sebastião permanece no limite com o estoque de medicamentos para realizar intubação orotraqueal, não recebendo novos pacientes que necessitam de intubação na UTI Respiratória neste momento. O paciente que vier a necessitar desse procedimento será cadastrado na Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde, do Estado de São Paulo, e aguardar uma vaga no hospital de referência mais próximo para transferência e internação”, informou a prefeitura.

De acordo com o vacinômetro da cidade, 7.107 doses da vacina contra a covid-19 foram ministradas em São Sebastião, sendo 5.326 referentes à primeira dose e 1.781 relacionadas à segunda dose.

Por Flávia Albuquerque – Repórter da Agência Brasil

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas