Shopping de Santos é multado por descumprir decreto

Shopping não estaria respeitando regras de distanciamento
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Foto tirada por fiscais (Pref. de Santos/Reprodução)

O shopping Praiamar, na Aparecida, foi multado em R$ 10 mil por fiscais da Seção de Vigilância Sanitária (Sevisa), da Secretaria Municipal de Saúde, na tarde desta quinta-feira (6), por não cumprir o decreto nº 9.301, publicado em 17 de abril, sobre as restrições da pandemia de covid-19.

O chefe de Atividades Técnicas de Alimentos da Sevisa, Augusto Luiz de Oliveira Costa, explica que a praça de alimentação não estava adequada ao distanciamento de 1,5 metro entre as mesas exigido pelo decreto. “Desrespeitaram o decreto no quesito referente à formação de aglomeração”.

Segundo a chefe da Sevisa, Luciane Valente, “comprovamos, por foto, que não havia qualquer restrição na disposição das mesas para os clientes”.

O shopping foi orientado a colocar fita limitando o acesso às mesas e cadeiras ou a retirar 70% das mesas e cadeiras, respeitando o limite máximo de 30% da área para receber consumidores na praça de alimentação, conforme o decreto municipal.

“Infelizmente, o resultado foi considerado surpreendente, pois em tempos de pandemia e de todas as orientações que já foram dadas, ao longo dos anos de 2020 e 2021, nos deparamos com irregularidades que acreditávamos que não estariam mais ocorrendo”, ressalta a chefe do Departamento de Vigilância em Saúde, Ana Paula Viveiros Valeiras. Ela enfatiza que “as administrações dos shoppings precisam se organizar e compreender a responsabilidade que devem ter frente aos seus clientes”. 

ESTOQUE DE ALIMENTOS

A fiscalização da Vigilância Sanitária começou na parte do hipermercado, dentro do shopping, onde foi detectado, na terça-feira (4), o vazamento de dois mil litros de óleo diesel. A preocupação era quanto à possível contaminação desse material junto ao estoque de alimentos. Os fiscais constataram que não houve qualquer tipo de contaminação, pois os alimentos ficam estocados em outro nível do estabelecimento.

O shopping tem prazo de 30 dias para recorrer da autuação.

Por Pref. de Santos

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas